Presidente Bolsonaro promete novo auxílio em dobro para caminhoneiros no mês de Agosto.


Os caminhoneiros serão beneficiados com a nova assistência criada pela proposta de Emenda à Constituição (PEC) Kamikaze em dois lotes em agosto. A promessa foi feita na última segunda-feira, 18, pelo presidente Jair Bolsonaro.


O atual CEO também quer fazer uma transferência dupla para os taxistas, que representam outro público-alvo da PEC. "Além de antecipar as peças da Pix Caminhoneiro, o governo federal também planeja pagar dois pagamentos em agosto de cupom aos taxistas", escreveu.


O documento, aprovado pelo Congresso Nacional, prevê a liberação de seis parcelas até dezembro. No entanto, o valor dos juros destinados aos taxistas ainda não foi determinado.

 

Bolsonaro fala de algo entre R$200 e R$300, mas sua equipe ainda não bateu o martelo sobre o assunto. O orçamento autorizado para esse procedimento específico é de R$ 2 bilhões, e sua alocação continua dependendo da organização do Ministério do Trabalho e Previdência Social.


Ajuda para taxistas pode chegar a R$1.000

Como o texto da PEC não especifica nenhum valor, o governo pode iniciar pagamentos de R$ 1.000 por mês e reduzir o prêmio até dezembro. Essa será uma das estratégias em análise e depende do número total de beneficiários, segundo um membro de alto escalão do Planalto.


Os beneficiários serão selecionados com base nos cadastros municipais, que concedem permissão e permissão a esses profissionais. A Federação Nacional dos Taxistas (Fencavir) estima que cerca de 300.000 veículos e 600.000 motoristas registrados estão no país, mas muitos migraram para aplicativos de transporte.


PIX para caminhoneiro em dobro

O Ministério do Trabalho também precisa organizar o voucher para caminhoneiros independentes, que serão de R$100 mil por mês. Como mencionado, o plano é pagar duas parcelas em agosto e uma por mês até dezembro, um total de seis cotas.


O banco de dados da Agência Nacional de Transporte Rodoviário será utilizado na pesquisa de profissionais aptos a receber assistência. Até maio, cerca de 878.308 cargueiros haviam sido registrados.

Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem