Atenção! Novo Abono salarial aumentará de valor em 2022; Entenda o reajuste


Imagem: Reprodução/Google

Dados do Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC), usado pelo governo federal para corrigir o salário mínimo, apontam para um reajuste acima do esperado. Nos últimos 12 meses, o percentual acumulado é de 10,04%.



Com essa estimativa, a previsão é que os trabalhadores recebam a partir de 2022 o piso nacional de R$ 1.210,44. Isso porque, de acordo com a legislação, o salário mínimo deve acompanhar a inflação para evitar a perda do poder aquisitivo pelo trabalhador.


A margem acumulada da inflação não constitui alterações apenas no salário mínimo, mas também no valor dos benefícios oferecidos pelo governo federal, como o abono salarial do PIS/Pasep.


Em 2022, o programa terá o valor ajustado para até o valor máximo do piso nacional. Os cofres da União deverão desembolsar um montante de R$ 23 bilhões para os pagamentos do próximo ano.


Quem pode receber o abono salarial do PIS/Pasep?

A seguir está uma lista de condições estabelecidas para o recebimento do benefício:


  • Ter remuneração média de até dois salários mínimos;
  • O trabalhador deve ter suas informações, corretamente, repassadas à Relação Anual de Informações Sociais (Rais), de responsabilidade do empregador;
  • Estar inscrito no PIS/Pasep há pelo menos 5 anos;
  • Trabalhei em carteira assinada por pelo menos 30 dias durante o ano base.


Qual será o valor do PIS/Pasep em 2022

Os trabalhadores que trabalharam com carteira assinada no ano anterior à concessão têm direito ao abono salarial.


O benefício tem o valor máximo de um salário mínimo para quem trabalhou 12 meses seguidos. Aqueles que trabalharam menos tempo devem dividir o valor total pela quantidade de meses.


Veja a tabela a seguir de valores:



Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem