Segurado do INSS; Confira como é possível sacar cotas FGTS mensalmente.

Imagem: Reprodução/Google

Os aposentados do INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) que continuam a prestar serviço podem sacar parte do FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço) mensalmente. Este é um direito que segue regras específicas, mas é desconhecido por muitos.


O resgate pode ser feito por aqueles que continuam com a carteira assinada na empresa para a qual prestou serviço quando se aposentou. Quando o trabalhador muda de emprego após se aposentar, só é possível sacar o dinheiro após a rescisão contratual (demissão sem justa causa).


Nessa situação, o aposentado poderá sacar uma cota do fundo com multa de 40%, paga pelo empregador. Em caso de demissão por justa causa ou a pedido do trabalhador, não é possível sacar o FGTS.


Vale ressaltar que a lei estipula regras para que o cidadão continue trabalhando para receber a aposentadoria. Existem algumas situações em que não é permitido ocupar o mesmo cargo de antes, como em casos de aposentadoria por invalidez, aposentadoria especial e serviço público.


FGTS

O fundo foi criado como uma espécie de reserva financeira para os trabalhadores formais brasileiros. Todos os meses, o empregador desaporta 8% do salário do empregado, e deposita esse valor em uma conta aberta na Caixa Econômica Federal.

 

O valor pode ser sacado em casos previstos em lei, como demissão sem justa causa, aposentadoria e compra de casa própria.

Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem