Banco Caixa vai disponibilizará cartão de crédito por meio do app Caixa Tem; Veja como solicitar.

Imagem: Reprodução/Google

O vice-presidente de negócios de varejo da Caixa Econômica Federal, Celso Barbosa, revelou que o aplicativo Caixa Tem oferecerá crédito. A afirmação foi feita na quinta-feira (24) e confirma a expectativa que o próprio presidente do banco já havia deixado. O cidadão conseguirá aprovar microcrédito e ter um cartão de crédito por meio do app.


Criado em 2020 para o recebimento do Auxílio Emergencial, o Caixa Tem possui acesso à Conta Poupança Social Digital, além de realizar transações bancárias. Com os anúncios feitos pela Caixa, pode-se esperar mais novidades para o app em breve.


Barbosa discursou durante o congresso Ciab, de tecnologia bancária, promovido pela Federação Brasileiro da Bancos (Febraban). Apesar das informações, ainda não foi divulgada uma data para liberação dos novos produtos e serviços digitais.


“Precisamos ser mais digitais, mas também precisamos ser presenciais”, disse o executivo da Caixa. Dessa forma, a Caixa se abre para o caminho digital a fim de prospectar mais clientes.


Ele ainda falou sobre os “spoilers” do cartão de crédito e dos empréstimos pelo app Caixa Tem. “Continuamos com uma maior oferta de produtos para o cliente ter mais facilidade e conveniência. Já estou dando spoiler do lançamento de cartão de crédito e do microcrédito que o Caixa Tem vai ter”, disse.
 

Empréstimos de até R$ 300

Recentemente, o presidente da Caixa Econômica Federal, Pedro Guimarães, anunciou que o aplicativo Caixa Tem poderá realizar empréstimos em breve. O objetivo é disponibilizar o serviço após o término do pagamento do Auxílio Emergencial em 2021.


As últimas parcelas do benefício devem ser pagas até outubro. De acordo com Guimarães, o app fornecerá crédito aos clientes de camadas sociais mais baixas, com alto nível de vulnerabilidade.


O presidente da Caixa ainda revelou que os valores a serem emprestados deverão variar entre R$ 100 e R$ 300. A medida é mais uma forma de estimular a economia frente à atual crise sanitária pela qual o Brasil passa.


Para evitar a inadimplência do consumidor, os valores foram estipulados em quantias baixas. Assim, o cliente terá condições de arcar com as parcelas dos empréstimos.


Um fator que possibilitou a criação da linha de crédito especial foi a “bancarização” do cidadão. Com a distribuição do Auxílio Emergencial, foi possível inserir 38 milhões de brasileiros no sistema bancário. Anteriormente, esses cidadãos não teriam acesso a crédito junto às instituições financeiras.


Em entrevista ao jornal Correio Braziliense, Guimarães disse: “quando estávamos fazendo pela primeira vez o cadastramento, 38 milhões de brasileiros não estavam em nenhum cadastro do Governo Federal e passaram a ser ‘bancarizados’ exatamente por causa do auxílio”. 


Ele também afirma que, “a partir do momento em que organizamos pela data de nascimento, foi possível saber as pessoas que teriam direito. As filas se reduziram muito e, com o passar dos meses, a utilização do Caixa Tem foi mais intensa”, concluiu.

Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem