Dataprev define um novo prazo para contestar o Auxílio Emergencial 2021

Imagem: Reprodução/Google


O governo definiu um novo prazo para que seja realizada a contestação do auxílio emergencial pelos beneficiários. Agora, poderão contestar aqueles que receberam a primeira parcela, mas que logo depois tiveram seu benefício cancelado.
 

Segundo o Ministério da Cidadania, o grupo terá 10 dias para fazer a contestação da suspensão do pagamento. Mas atenção, pois o prazo começou a ser contado na terça-feira (18) e terá fim no dia 28 de maio. 


O prazo só é válido para aqueles beneficiários que foram aprovados pelo site ou aplicativo do auxílio emergencial.
Já os beneficiários inscritos no Bolsa Família têm até o dia 1º de junho para contestar o resultado do seu benefício.


O Ministério da Cidadania informou que os cancelamentos aconteceram por conta das revisões mensais realizadas pelo Governo Federal. Essa revisão tem a intenção de verificar se os beneficiários permanecem respeitando os critérios de elegibilidade para o auxílio emergencial de 2021.


Como saber se tenho direito às próximas parcelas do auxílio emergencial?


  • Aplicativo do auxílio emergencial;

Como contestar auxílio emergencial negado?

A contestação pode ser feita somente pelo site: https://consultaauxilio.cidadania.gov.br.


Para fazer a contestação basta verificar se há parcelas com a situação cancelada e clicar no botão “contestar”.


Valor das parcelas do auxílio emergencial

O valor do benefício será de R$ 250 e vai variar de R$ 150 a R$ 375 segundo o perfil do beneficiário e a composição de cada família.


  • Famílias vão receber R$ 250;
  • Uma família monoparental, dirigida por uma mulher, vai receber R$ 375;
  • Pessoas que moram sozinhas vão receber R$ 150.

Como usar o Caixa Tem?

Os usuários do aplicativo Caixa Tem podem realizar  transferência por meio de DOC e o cliente pode enviar dinheiro para bancos físicos tradicionais ou digitais.


A conta Poupança Social Digital pode fazer transferências ilimitadas para contas da Caixa, e até três transações mensais para outros bancos, com o limite de R$ 600 por movimentação e de R$ 1 mil por dia.


O aplicativo disponibiliza um cartão de débito virtual que pode ser solicitado por meio do mesmo. Com o cartão, ou com a leitura de QR Code disponibilizado no app, os usuários podem fazer compras presenciais.