Casa Verde e Amarela: Veja o Passo a passo completo para financiar sua casa própria

Imagem:Reprodução

O novo programa do Governo Federal, Casa Verde e Amarela, chega para substituir o programa Minha Casa, Minha Vida, criado no Governo Lula. Ele dá direito à moradia a famílias que residem em área urbana, e têm renda mensal de até R$ 7 mil.

Entre os benefícios do programa estão:

  • Condições de financiamento diferenciadas de acordo com a faixa de renda: O Governo Federal oferece condições de pagamento e taxas de juros de acordo com a renda da sua família.
  • Financiamento de moradia em área urbana: É possível financiar a compra de imóvel novo, usado ou ainda a construção e reforma de moradias em área urbana.
  • Atendimento especializado: O programa trabalha com locais de atendimento específicos, de acordo com cada tipo de financiamento.
  • Programa Caixa de Olho na Qualidade: A Caixa Econômica Federal oferece um canal exclusivo para esclarecer dúvidas e registrar eventuais problemas na moradia do cidadão, além de orientar sobre cuidados com o patrimônio. A ligação é gratuita através do telefone 08007216268.

O programa é dividido em três faixas de renda que podem ser contempladas com financiamento imobiliário. Elas são dividas da seguinte forma:

Famílias com renda bruta de até R$ 2 mil

Faixa 1: O cidadão pode adquirir um imóvel cujo empreendimento é financiado pela Caixa Econômica Federal com taxas de juros que podem chegar até 4,75% ao ano e subsídios até R$ 477,5 mil de acordo com a sua renda e região onde você mora.

A pessoa contemplada tem até 30 anos para pagar.

Famílias com renda bruta de até R$ 4 mil:

  • Faixa 2: Se sua família se encaixa nesta faixa os subsídios podem chegar até R$ 29 mil de acordo com sua renda e localização do imóvel.

Famílias com renda bruta de até R$ 7 mil

Faixa 3: Para famílias com renda bruta de até R$ 7 mil, a taxas de juros são atrativas na aquisição da casa própria.

Como financiar imóvel no Casa Verde e Amarela

O primeiro deles é garantir que a família tenha renda mensal de até R$ 7 mil. Dessa forma, podem contratar de forma individual ou por meio de construtora. Outra opção é fazer o contrato através de  uma entidade organizadora vinculada a um empreendimento financiado pela Caixa Econômica Federal.

Basta fazer uma simulação para saber quanto você terá direito a investir e entregar a documentação em um correspondente Caixa Aqui, ou na agência Caixa mais próxima de sua residência.

Em seguida, cabe à Caixa fazer a análise do cadastro. Serão analisadas a sua documentação e a documentação do imóvel escolhido.

Caso aprovado, o banco deve mostrar as melhores condições para o financiamento.

Escolhida a modalidade, é hora de assinar o contrato. De acordo com a Caixa, as linhas de crédito para financiamento imobiliário com recursos do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS) são:

  • Imóveis na Planta: linha de crédito para produção de empreendimentos habitacionais por meio de financiamento direto a pessoas físicas.
  • Alocação de Recursos: financiamento para empreendedores, pessoa física ou jurídica, que produzem empreendimentos com recursos próprios ou de terceiros.
  • Apoio à Produção: produto exclusivo para empresas do ramo da construção civil que querem construir rapidamente.
  • Plano Empresa da Construção Civil: financiamento simplificado a empresas para produção de empreendimentos residenciais.​

Para maior facilidade de acesso a informações sobre o financiamento, a Caixa disponibiliza gratuitamente o aplicativo Habitação Caixa para os aparelhos eletrônicos com sistema operacional Android e iOs.

Vale lembrar que para ter acesso ao aplicativo é necessário criar uma conta com o número do seu CPF ou endereço de e-mail e uma senha. A senha não pode ser, sob hipótese alguma, compartilhada com terceiros ou desconhecidos para prevenção de fraudes.

A plataforma pede que o usuário responda três perguntas referentes ao contrato vinculado ao CPF da pessoa e, enfim, dá direito ao acesso