Aposentadorias do INSS é prorrogado por mais dois anos. Confira como fazer a revisão.

Imagem: Google

O pente-fino dos benefícios do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) foi prorrogado por mais dois anos, o que inclui a prorrogação do prazo para aposentadorias, pensões e auxílios pagos.

De acordo com o texto que instituiu o programa, a análise de benefícios com indícios de irregularidade, que seria encerrada no dia 31 deste mês, será feita até 31 de dezembro de 2022.


Segundo o INSS, a revisão dos benefícios está relacionada a questões de registro identificadas, "não entrando, neste momento, nas regras legais que geraram o benefício". A agência não disse quantos benefícios foram revisados desde o início do pente, em agosto deste ano, nem se houve suspensão dos pagamentos após o procedimento.


Envio de documentos

O segurado que receber notificação do instituto deverá apresentar a documentação solicitada pelo Meu INSS ou pessoalmente na agência, após o agendamento. O instituto tem o direito de rever benefícios concedidos nos últimos dez anos para verificar irregularidades.


O beneficiário que não comprovar seu direito à renda poderá ter o benefício suspenso e até cancelado. Para benefícios com mais de dez anos de concessão, o INSS só pode ser revisto se houver indícios de fraude, e fraude deve ser apontada na notificação do próprio instituto federal.


Veja como apresentar a documentação solicitada

  • Acesse o meu.inss.gov.br ou o aplicativo Meu INSS, com login e senha
  • No site ou no aplicativo, é necessário escolher o serviço "Preenchimento de requisitos"

Caso não seja possível enviar por meio eletrônico, o segurado deverá agendar o cumprimento desses requisitos em uma agência do INSS. Neste caso, o beneficiário tem um prazo de até 60 dias para agendar o serviço de cumprimento da exigência, contados a partir do recebimento da intimação.


Os beneficiários que receberam a notificação podem agendar o atendimento pelo NÚMERO 135 do INSS e escolher a opção "Entrega de Documentos por Convocação".