INSS: Segurado pode solicitar que perícia médica seja feita em sua residência.

Imagem: Google

O segurado do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) que não puder se deslocar para uma agência poderá requerer que a perícia médica seja realizada em sua residência. No entanto, essa alternativa destina-se a cidadãos com mais de 80 anos de idade.


Neste caso, o INSS passa a ser obrigado a atender a pessoa pelo desempenho da perícia ou prova de vida. A solicitação pode ser feita pelo próprio segurado ou por um representante legal. Como alguém que tem procuração, um termo de tutela, uma curatela ou um guarda.


O atendimento pode ser agendado através do site ou aplicativo do Meu INSS. No entanto, para casos de procuração, a informação é que a pessoa entra em contato com a central 135.


Prova de vida por procuração

As agências bancárias estão autorizadas a comprovar beneficiários do INS, com idade igual ou maior de 60 anos, por meio de promotor ou representante legal.


A vantagem é que agora não é necessário se inscrever antes da instituição, pois a isenção de autenticação pode ser feita quando procuração é apresentada.


No entanto, serão exigidos diversos documentos, como certidões de nascimento, casamento, documento de identificação, formulários de perfil profissional, entre outros. O INSS poderá solicitar a documentação enviada a qualquer momento, caso considere necessário.


Vale ressaltar também que, de acordo com a regra, a isenção de autenticação não é válida se houver qualquer indício de irregularidade. "Nos casos em que houver dúvida quanto à legitimidade de qualquer documentação apresentada, caberá solicitar uma exigência que terá o prazo suspenso até o retorno do atendimento presencial", diz a portaria.


Pagamento de benefícios

Quando se trata de receber o benefício, a inclusão de procuração será realizada pelo INSS. Independentemente de ser um termo de tutela, curatela, custódia ou registro do herdeiro necessário, como administrador provisório.