Ministério da Cidadania autorizou o Governo adiar o bloqueio do Bolsa Família até 31 de Março ; Veja

Imagem:Google

O Ministério da Cidadania publicou a portaria autorizando o governo a adiar revisões e atualizações do Cadastro Único (CadÚnico), impedindo que beneficiários de importantes programas sociais, como o Bolsa Família e benefício de prestação continuada (BPC), tenham os pagamentos suspensos.

O adiamento é válido até 31 de março.


Nesse caso, mesmo que haja alguma irregularidade na base de dados do governo, o cidadão continuará recebendo os valores regularmente. Normalmente, a suspensão dos benefícios federais é válida quando não há investigação e revisão dentro do prazo determinado pelo governo.


Conforme exemplificado na portaria, o objetivo das suspensões de bloqueio visa "evitar aglomerações e exposição à infecção do Covid-19 de membros de famílias beneficiárias, pessoas que buscam atendimento para registro e também de cidadãos que trabalham em unidades de registro".


Vale lembrar que é através do CadÚnico que o governo identifica quem está apto a participar de ações de política social, como o Minha Casa Minha Vida, Tarifa Social de Energia Elétrica, isenção de taxas em concursos públicos, entre outros.