21.7 C
São Paulo
sábado, março 2, 2024
- Publicidade -spot_img

Folhas de louro (chá de louro): Veja para que serve, conheça os benefícios e como fazer o chá

Leia Mais

Descubra 3 motivos para usar folha de louro no feijão e saiba com os benefícios dessa erva aromática para o sabor, a saúde e a conservação do seu alimento.
Imagem: Reprodução/Canva Premium

O louro é uma planta medicinal do tipo Laurus nobilis, muito utilizada na culinária para dar sabor e aroma às refeições preparadas, mas também possui propriedades medicinais e, portanto, é usada na medicina tradicional para ajudar a tratar problemas digestivos, infecções, estresse ou ansiedade, por exemplo.

A parte comumente usada do louro são suas folhas, na forma fresca ou seca, das quais são extraídas substâncias como taninos, flavonoides, alcaloides, linalol, eugenol, metilchavicol e antocianinas, com propriedades medicinais anti-inflamatórias, diuréticas, antioxidantes, digestivas e antirreumáticas.

A folha de louro pode ser comprada em quase todos os mercados e em algumas exposições e lojas de produtos naturais, e seu uso medicinal deve sempre ser realizado sob a orientação de um médico ou outro profissional que tenha experiência no uso de plantas medicinais.

Para que serve

A folha de louro, e, portanto, o chá, é rica em potássio, magnésio, vitaminas B6, B9 e C e possui ação diurética, antifúngica, antirreumática e anti-inflamatória, digestiva, tônica, antioxidante e expectorante, podendo ser usada para ajudar a tratar diferentes situações.

1. Ação como antimicrobiano

Os óleos concentrados na folha de louro têm efeito antimicrobiano, atuando contra algumas bactérias como Staphylococcus aureus, Enterococcus sp., Escherichia coli e Pseudomonas aeruginosa, responsáveis por infecções da pele, trato gastrointestinal e trato urinário, por exemplo. Além disso, o extrato de folha de louro tem ação antifúngica contra alguns tipos de fungos.

2. Controle do diabetes tipo II

As folhas de louro melhoram a função da insulina, hormônio responsável pela introdução da glicose nas células do organismo para fornecer energia, regular o açúcar no sangue, sendo importante na prevenção e controle do diabetes.

3. Regular os níveis de colesterol

O extrato das folhas secas de louro contém óleos essenciais como cinol e polifenóis com atividade antioxidante que ajuda a regular o colesterol no sangue, diminuindo o colesterol ruim e os triglicerídeos, o que aumenta o nível de colesterol HDL no sangue. Assim, o louro pode ajudar a prevenir e alterações cardiovasculares, como aterosclerose, infarto do miocárdio ou acidente vascular cerebral.

 

4. Aliviar problemas digestivos

A folha de louro, devido às suas propriedades antioxidantes, anti-inflamatórias e antiespasmódicas, pode ajudar a tratar vários distúrbios digestivos, como úlceras, por exemplo, além de promover alívio de cólicas estomacais e intestinais. Além disso, a folha de louro contém taninos, que têm um forte efeito adstringente, sendo útil para casos de diarreia.

Além disso, os compostos ativos da folha de louro causam um aumento na quantidade de secreção de enzimas e muco gástrico, o que ajuda a melhorar a digestão, além da presença de um efeito protetor das lesões estomacais.

5. Alívio da dor

Laurel tem propriedades anti-inflamatórias que ajudam a aliviar a dor reumática, osteoartrite, artrite, entorses e contusões.

6. Prevenção de tumores

O óleo essencial de louro e algumas de suas substâncias ativas têm atividade antioxidante e anticancerígena, o que impede o crescimento de células cancerígenas.

7. Aliviar problemas respiratórios

A folha de louro tem um efeito expectorante e tem a capacidade de eliminar o excesso de expectoração e muco contido nos brônquios, de modo que é capaz de promover o alívio da congestão nasal. Isso ajuda a tornar a respiração mais livre, é indicada em caso de resfriado, gripe e bronquite.

Além disso, uma vez que tem atividade antibacteriana e antisséptica, também é útil para eliminar quaisquer bactérias ou vírus que possam causar infecções no trato respiratório, prevenindo assim o aparecimento de doenças.

8. Prevenir pedras nos rins

O extrato de folha de louro, juntamente com outras ervas medicinais, pode ajudar a prevenir pedras nos rins, pois é capaz de reduzir a quantidade de urease no corpo, uma enzima associada a um risco aumentado de pedras nos rins. No entanto, mais estudos ainda são necessários para confirmar esse efeito do louro.

9. Melhorar a capacidade cognitiva

O louro tem propriedades antioxidantes que podem melhorar a memória e, ao mesmo tempo, reduzir efetivamente outros problemas cognitivos que podem surgir com a idade, incluindo doenças neurodegenerativas, como Parkinson, por exemplo.

10. Promova o relaxamento

A folha de louro contém substâncias como linalol e cinul, que liberam óleos essenciais que ajudam a relaxar o sistema nervoso central, aliviar o estresse e a ansiedade.Como fazer chá de louro

O chá é uma ótima alternativa para aproveitar todos os benefícios do louro, sendo considerado uma boa opção para má digestão, ansiedade e estresse, por exemplo.

Ingredientes:

  • 1 louro seco
  • 1 xícara de água fervente.

Modo de preparação:

Para preparar o chá, basta colocar a folha de louro em água fervente e deixá-la ficar fora do fogo por 10 minutos. Em seguida, cante e beba chá 3 a 4 vezes ao dia.

Efeitos secundários possíveis 

As folhas de louro são seguras quando usadas na culinária ou no chá. No entanto, quando consumida em quantidades maiores do que a recomendada, pode causar sonolência, já que essa planta tem um efeito calmante e é capaz de desacelerar o sistema nervoso, além de causar alterações no sistema digestivo, como diarreia, cólicas abdominais ou dores de cabeça, por exemplo.

Devido à sua capacidade de controlar os níveis de açúcar, o consumo excessivo de louro também pode reduzir significativamente os níveis de açúcar no sangue, causando hipoglicemia. Descubra como identificar os sintomas da hipoglicemia.  

Por isso, é importante que o consumo de louro seja realizado conforme orientação do nutricionista, médico ou fitoterapeuta para que seja indicada a quantidade ideal que não leve a efeitos colaterais.

Quem não deve usar

Não é recomendado consumir louro para crianças e mulheres na amamentação ou durante a gravidez, pois pode estimular o aborto espontâneo. Além disso, o consumo de louro deve ser realizado com cautela em pacientes com diabetes, pois pode reduzir significativamente os níveis de açúcar no sangue.

Além disso, não se deve engolir louro, pois não é digerido pelo trato gastrointestinal, permanece intacto, pode ser colocado na garganta ou penetrar nos intestinos.

Ao abrandar o sistema nervoso, é aconselhável parar de usar louro 2 semanas antes de qualquer cirurgia

Deixe sua resposta

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Últimas Notícias