17.7 C
São Paulo
quinta-feira, junho 13, 2024
- Publicidade -spot_img

Mais um extra! O titular do Bolsa Família receberá um aumento de R$ 150 sob esses critérios.

Leia Mais

O calendário do Bolsa Família começou na última quinta-feira, 18. Após a liberação dos juros para dois grupos, nesta segunda-feira, 22, a Caixa Econômica Federal (CEF) retoma os depósitos com aumento de R$ 150. 

Declaração

Em maio, o governo federal manteve o modelo padrão, que lança a parcela do Bolsa Família nos últimos dez dias úteis de cada mês. Os valores são editados seguindo a ordem do último dígito do Número de Identificação Social (NIS). 

Na segunda-feira, 22, é a rodada final 3 que os NIS recebem um prêmio mínimo de R$ 600. No entanto, os portadores do Bolsa Família também têm a oportunidade de receber um aumento de R$ 150 mediante o cumprimento de critérios específicos. 

Declaração

O Plano de Ação Família de R$ 150 surgiu como estratégia do Governo Lula para apoiar crianças em situação de vulnerabilidade social. O bônus foi confirmado e começou a ser pago em março, permitindo que as famílias beneficiárias aumentassem a transferência de renda em até R$ 300 em relação ao valor inicial.

Além de cumprir as regras gerais do programa, para chegar a um aumento de R$ 150 no Bolsa Família, é necessário que a família seja composta por, no máximo, duas crianças na faixa etária de zero a seis anos.

Ao todo, 8,9 milhões de crianças nessa faixa etária receberão o Bolsa Família no valor de R$ 150. Para isso, o governo federal fez um investimento com margem de R$ 1,34 bilhão, segundo informações do Ministério do Desenvolvimento, Assistência Social, Família e Controle da Fome (MDS). 

Quem tem direito ao reajuste de R$ 150 do Bolsa Família?

Cada família com renda mensal de até R$ 218 por pessoa tem direito. Isso significa que a renda combinada de toda a família dividida pelo número de pessoas deve ser inferior a R$ 218.

Veja-se o exemplo de uma mãe que cria sozinha três filhos pequenos. Ela trabalha como diarista, ganhando R$ 800 por mês. Como as crianças não trabalham, R$ 800 é a única renda da família.

Dividindo R$ 800 (renda bruta) por quatro (número de membros da família), o resultado é de R$ 200. Como R$ 200 é menos de R$ 218, essa mãe e seus três filhos têm direito ao Bolsa Família.

Declaração

Quais são as regras para um reajuste de R$ 150 no Bolsa Família?

As famílias devem cumprir compromissos nas áreas de saúde e de educação. São elas:

  • Realização do acompanhamento pré-natal;
  • Acompanhamento do calendário nacional de vacinação;
  • Realização do acompanhamento do estado nutricional das crianças menores de 7 anos;
  • Frequência escolar mínima de 60% para as crianças de 4 a 5 anos, e de 75% para os beneficiários de 6 a 18 anos incompletos que não tenham concluído a educação básica;
  • A família deve sempre manter atualizado o Cadastro Único (pelos menos, a cada 24 meses).

Calendário do Bolsa Família em maio

NIS final 1 – 18 de maio;
NIS final 2 – 19 de maio;
NIS final 3 – 22 de maio;
NIS final 4 – 23 de maio;
NIS final 5 – 24 de maio;
NIS final 6 – 25 de maio;
NIS final 7 – 26 de maio;
NIS final 8 – 29 de maio;
NIS final 9 – 30 de maio;
NIS final 0 – 31 de maio.

Últimas Notícias