22.3 C
São Paulo
sábado, março 2, 2024
- Publicidade -spot_img

Infarto Fulminante: o que é? Quais sintomas? Quais são as possíveis causas que leva o óbito do paciente?

Leia Mais

Um infarto destrutivo é aquele que aparece de repente e muitas vezes pode causar morte súbita, que pode ocorrer de 1 a 24 horas após o início dos sintomas, como dor no peito que pode irradiar para o braço, falta de ar ou suor frio, por exemplo.

Esse tipo de infarto ocorre quando há uma interrupção súbita do fluxo sanguíneo para o coração, geralmente causada por alterações genéticas, que causam alterações nos vasos sanguíneos ou arritmias graves. O risco de desenvolver infarto é maior em jovens com alterações genéticas ou com fatores de risco para doenças cardíacas, como tabagismo, obesidade, diabetes e hipertensão arterial.

Devido à sua gravidade, um infarto capitativo pode levar à morte se não for diagnosticado e tratado prontamente. Por isso, na presença de sintomas que podem indicar um infarto, como dor no peito, malícia ou falta de ar, por exemplo, é muito importante procurar atendimento médico o quanto antes.

Sintomas de infarto

Os principais sintomas de um infarto são:

  • Dor, peso ou sensação de queimação no peito, que pode estar localizada ou
  • Irradiada para o braço ou mandíbula;
  • Sensação de indigestão;
  • Falta de ar severa.
  • Fadiga súbita
  • Suor frio.

Embora um infarto possa aparecer sem qualquer aviso, os sintomas podem aparecer dias antes e não apenas no momento do ataque.

A gravidade e o tipo de sintomas que surgem variam de acordo com a gravidade da lesão no miocárdio, que é o músculo cardíaco, mas também de acordo com as características da pessoa, já que se sabe que mulheres e diabéticos tendem a ter um infarto mais calmo. Descubra quais são os sintomas de um ataque cardíaco em mulheres.

É importante procurar ajuda médica imediatamente ou o pronto-socorro mais próximo em caso de sintomas de um infarto de ataque, pois é uma condição grave que pode ser fatal.



O que fazer no ataque de infarto

Até que o atendimento por um médico seja realizado no pronto-socorro, é possível ajudar uma pessoa com um infarto relâmpago, e recomenda-se chamar uma ambulância do SAMU ligando para o 192, ou transferir imediatamente a vítima para o hospital.

Enquanto aguarda a ambulância, é importante acalmar a pessoa e deixá-la em um local tranquilo e fresco, sempre verificando sua consciência e a presença de batimentos de pulso e movimentos respiratórios. Se uma pessoa tem uma pausa nos batimentos cardíacos ou respiração, então a massagem cardíaca deve ser iniciada. Veja como fazer uma massagem cardíaca corretamente.

Possíveis razões

O infarto ocorre devido ao bloqueio do fluxo sanguíneo das artérias coronárias que irrigam o coração por placas de gordura, o que leva à morte do tecido cardíaco. Além disso, um infarto fraco também pode surgir devido a arritmias malignas, o que impede o coração de produzir impulsos elétricos necessários para os batimentos cardíacos.

Essas condições fazem com que o coração seja incapaz de bombear sangue para o corpo e transportar oxigênio para os tecidos, o que leva ao aparecimento de sintomas.



Quem está mais em risco

Certos fatores aumentam o risco de um ataque cardíaco rápido, tais como:

  • História familiar de infarto;
  • Idade superior a 45 anos;
  • Altos níveis de estresse.
  • Hipertensão;
  • Diabetes;
  • Colesterol alto.
  • Sobrepeso ou obesidade;
  • Tabagismo;
  • Consumo excessivo de bebidas alcoólicas.

Embora essas pessoas estejam mais preparadas, qualquer pessoa pode ter um infarto, por isso, na presença de sintomas que indiquem essa situação, é muito importante ir ao pronto-socorro para confirmar e tratar o quanto antes.

O infarto ocorre principalmente em jovens, já que eles ainda não possuem a chamada circulação lateral, responsável por irrigar o coração com artérias coronárias. A falta de circulação sanguínea e oxigênio faz com que o músculo cardíaco sofra, causando dor no peito, o que pode levar à morte do músculo cardíaco.

Como é feito o tratamento

O infarto é tratado em um hospital, e o médico indica o uso de medicamentos para melhorar a circulação sanguínea, como o ácido acetilsalicílico, além de cirurgias para restaurar a passagem do sangue para o coração, como cateteres. Saiba como é feito o cateterismo cardíaco.

Se o infarto levar à parada cardíaca, a equipe médica começará a realizar a ressuscitação cardiopulmonar, com massagem cardíaca e, se necessário, o uso de um desfibrilador, como forma de tentar salvar a vida do paciente.

Além disso, após a recuperação, é importante iniciar o tratamento para reabilitar a capacidade física após o infarto, com fisioterapia, após a retirada do cardiologista. Confira mais detalhes sobre o tratamento do infarto agudo do miocárdio.

Como prevenir um ataque cardíaco

Para reduzir o risco de infarto, recomenda-se praticar algum tipo de atividade física regularmente, como caminhar por 30 minutos pelo menos 3 vezes por semana. Outra dica importante é beber bastante água e evitar o estresse, gastando tempo descansando. Confira outras dicas para reduzir o risco de infarto ou derrame.

Além disso, também é recomendado manter uma alimentação saudável, dando preferência ao consumo de vegetais, cereais, grãos integrais, frutas e carnes magras, como frango, peixe e tofu, por exemplo.

Últimas Notícias