14.7 C
São Paulo
domingo, julho 14, 2024

Confirmada mudança na liberação salarial do 13º do INSS; Saiba mais

Leia Mais

 

Os segurados do INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) vão notar uma diferença no pagamento do salário 13 este ano. O governo federal deve adotar a velha lógica dos repasses, bem como corrigir o valor com base nos ajustes feitos no início deste ano.

Também conhecida como gratificação de Natal, equivale a uma parcela anual adicional de direito para aposentados, aposentados e beneficiários de outras assistências. Os recursos são liberados em duas parcelas ao longo do ano, cada uma equivalente a 50% do valor da renda recebida pelo beneficiário.

Notícias sobre o salário 13 do INSS

Em 2020, durante a pandemia de Covid-19, a gestão de Jair Bolsonaro decidiu fazer pagamentos de mesadas para apoiar os segurados durante a crise. Desde então, as transferências têm ocorrido no primeiro semestre de cada ano.

No entanto, o governo do presidente Luiz Inácio Lula da Silva não anunciou nenhuma expectativa de transferências, o que significa que elas devem ocorrer novamente no segundo semestre. Assim, milhões de pessoas atendidas pelo INSS receberão os valores entre agosto e novembro de 2023.

Além disso, os valores serão corrigidos com base no reajuste feito nos benefícios em janeiro. A previdência social mínima é atualmente de R$ 1.302 (salário mínimo), enquanto o teto é de R$ 7.507,49. Vale destacar ainda que o salário mínimo deve subir para R$ 1.320 em maio.

Datas de pagamento

Como de costume, o calendário divide quem ganha o salário mínimo daqueles que recebem valores acima do mínimo nacional. O depósito é feito na ordem no final do número do benefício do cidadão, sem olhar para o número após o traço. Confira as 13ª datas de liberação salarial do INSS:

Primeira parcela

 

Segurado que ganha um salário mínimo:

  • Número de benefício com final 1 – 25 de agosto;
  • Número de benefício com final 2 – 28 de agosto;
  • Número de benefício com final 3 – 29 de agosto;
  • Número de benefício com final 4 – 30 de agosto;
  • Número de benefício com final 5 – 31 de agosto;
  • Número de benefício com final 6 – 1º de setembro;
  • Número de benefício com final 7 – 4 de setembro;
  • Número de benefício com final 8 – 5 de setembro;
  • Número de benefício com final 9 – 6 de setembro;
  • Número de benefício com final 0 – 8 de setembro.

Segurado que ganha acima de um salário:

  • Número de benefício com final 1 e 6 – 1º de setembro;
  • Número de benefício com final 2 e 7 – 4 de setembro;
  • Número de benefício com final 3 e 8 – 5 de setembro;
  • Número de benefício com final 4 e 9 – 6 de setembro;
  • Número de benefício com final 5 e 0 – 8 de setembro.

Segunda parcela

Segurado que ganha um salário mínimo:

  • Número de benefício com final 1 – 24 de novembro;
  • Número de benefício com final 2 – 27 de novembro;
  • Número de benefício com final 3 – 28 de novembro;
  • Número de benefício com final 4 – 29 de novembro;
  • Número de benefício com final 5 – 30 de novembro;
  • Número de benefício com final 6 – 1º de dezembro;
  • Número de benefício com final 7 – 4 de dezembro;
  • Número de benefício com final 8 – 5 de dezembro;
  • Número de benefício com final 9 – 6 de dezembro;
  • Número de benefício com final 0 – 7 de dezembro.

Segurado que ganha acima de um salário:

  • Número de benefício com final 1 e 6 – 1º de dezembro;
  • Número de benefício com final 2 e 7 – 4 de dezembro;
  • Número de benefício com final 3 e 8 – 5 de dezembro;
  • Número de benefício com final 4 e 9 – 6 de dezembro;
  • Número de benefício com final 5 e 0 – 7 de dezembro.

Últimas Notícias