17.7 C
São Paulo
quinta-feira, junho 13, 2024
- Publicidade -spot_img

Assistência à Juventude garante um salário fixo para milhares de estudantes. Saiba como garantir o auxílio

Leia Mais

O Auxílio Jovem foi criado para incentivar a participação dos jovens em atividades sociais e educacionais, podendo ser adiado nos próximos meses. O Governo Federal discute atualmente a possibilidade de relançar a iniciativa que garante um salário mínimo para os estudantes.

O interesse foi extinto neste ano, e valores foram emitidos para os alunos que se destacaram em termos de desempenho escolar e esportivo.

O dinheiro foi pago a estudantes de baixa renda que estavam matriculados no CadÚnico. Até 2022, o subsídio pagava R$ 1.200, o equivalente ao salário mínimo, de acordo com a chefe da SNJ, Emily Coelho, o estatuto estabelece que o jovem tem direito à cultura, incluindo a livre criação, o acesso aos bens e serviços culturais e a participação nas decisões de política cultural, à identidade e diversidade cultural e à memória social. 

Governo pondera relançamento de programa de assistência à juventude

  • Com a extinção do Auxílio Brasil, o programa que beneficiava os estudantes também deixou de existir.
  • Com isso, os pagamentos foram suspensos;
  • Atualmente, o programa foi substituído pelo Bolsa Família.
  • Mensalmente, o pagamento mínimo de R$ 600 é pago às famílias em vulnerabilidade socioeconômica no país;
  • No entanto, outros benefícios adicionais podem aumentar a renda. Os principais são:
    Direito variável a leitos de enfermaria: aumenta o valor pago em R$ 50 por familiar até seis meses de idade;
  • Benefício de renda cidadã: você paga um adicional de R$ 142 por pessoa no domicílio;
  • Benefício complementar: garante que o valor mínimo do Bolsa Família seja de R$ 600;
  • Benefício Primeira Infância: adiciona R$ 150 por criança de até sete anos que faz parte da família;
  • No entanto, o Governo está a ponderar o regresso da ajuda aos jovens;
  • No entanto, ainda não há definição dos valores que podem ser pagos;
    a escala ainda precisa ser analisada para que seu impacto no orçamento possa ser calculado;
  • Além disso, caso o projeto seja implementado e encaminhado, também será necessário aguardar a aprovação no Congresso Nacional;
  • Somente após essas etapas é que os detalhes do programa estarão disponíveis para a população.

Últimas Notícias