18.1 C
São Paulo
terça-feira, maio 21, 2024
- Publicidade -spot_img

Vai alterar! Lula anuncia uma nova lei para mudar os salários dos trabalhadores. Confira a proposta

Leia Mais

- Publicidade -spot_img

Trabalhadores, aposentados e pensionistas podem ser surpreendidos a partir de maio com a liberação de um novo salário mínimo.

Nesta terça-feira (28) o presidente Luiz Inácio Lula da Silva afirmou que na próxima semana apresentará um projeto de lei que certamente garantirá que as mulheres recebam salário igual ao dos homens nos casos em que desempenham o mesmo trabalho no trabalho. No entanto, o presidente não deu detalhes do texto da proposta, que terá que ser analisada pelo Congresso Nacional. Lola também disse que o show acontecerá na próxima semana, no Dia Internacional da Mulher, comemorado em 8 de março.

Durante a cerimônia de reinauguração do Conselho Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional (Consea), no Palácio Planalto, o presidente anunciou que no Dia da Mulher será apresentada uma nova lei que garante a igualdade salarial entre homens e mulheres que desempenham o mesmo cargo.

O objetivo desta medida é aumentar a autonomia e a participação das mulheres no mercado de trabalho, uma vez que as mulheres têm enfrentado historicamente desigualdades de género em várias áreas da sociedade, incluindo o ambiente de trabalho. A escolha da data para o anúncio da mudança foi simbólica e representou um passo importante para alcançar a igualdade de gênero. Para mais informações sobre a nova lei, continue lendo este texto.

Nova lei trabalhista, qual é a lei atual?
Hoje, a unificação do Código do Trabalho (CLT) no artigo 461 garante as condições para que homens e mulheres recebam o mesmo salário se exercerem o mesmo emprego.

Além disso, a reforma trabalhista de 2017 trouxe consigo legislação específica sobre o tema, que afirma que “se o trabalho realizado for idêntico e tiver igual valor, independentemente de sexo, raça, nacionalidade ou idade do empregado, o salário correspondente deve ser o mesmo para todos os trabalhadores que exerçam o mesmo trabalho na empresa”.

A lei prevê o “trabalho de igual valor” em que um trabalho realizado “com igual produtividade e a mesma perfeição técnica” entre os trabalhadores, desde que a diferença no tempo de serviço do mesmo contratante não exceda quatro anos e a diferença horária no trabalho não exceda dois anos.

No entanto, a CLT diz que não é necessário seguir a regra no caso de um empregador organizar os empregados em um ambiente de carreira e/ou ter, por meio de normas internas e de negociação coletiva, diferentes planos de trabalho e salariais por esse motivo.

O presidente garantiu ainda que, em caso de descumprimento da lei, cumprirá com o Ministério do Trabalho e a Justiça do Trabalho para analisar a situação.

O que vai mudar?
Como mencionado anteriormente, Lola não deu detalhes sobre as mudanças que serão feitas. Na próxima quarta-feira (8), as mudanças serão reveladas. Mas espera-se que as mudanças sejam benéficas para as mulheres, a fim de garantir a igualdade de direitos. Para saber mais sobre as leis trabalhistas, confira o seguinte link: https://www.planalto.gov.br/ccivil_03/decreto-lei/del5452.htm

A última mudança na padronização das leis trabalhistas (CLT) foi em 20219, e seu principal objetivo era incentivar o empreendedorismo no Brasil. Além disso, uma das principais atualizações foi o Cartão de Visita Digital (CTPS). Você pode baixar o aplicativo CTPS a partir do seguinte link: http://www.applestore.com.br

Últimas Notícias