19.9 C
São Paulo
sábado, maio 18, 2024
- Publicidade -spot_img

Toyota lança novo carro popular Vitz de até R$ 50 mil que surpreende brasileiros e ameaça Mobi e Kwid; Confira as fotos

Leia Mais

No último dia 25/05, o governo federal divulgou um plano de ação que busca incentivar a indústria automotiva nacional, por meio do retorno do carro popular. No entanto, era seu principal objetivo, aumentar a venda de carros no país, e movimentar o mercado de carros.

Espera-se que, com esse plano, haja um arranjo entre isenção de impostos, com um modelo de carro a um custo menor. A ideia é que os veículos sejam negociados por até R$ 55 mil. O Toyota Vitz, uma versão do Suzuki Celerio, representa a classe, e pode ameaçar outros carros populares, como Mobi e Kwid.

Afinal, o Toyota Fitz é um carro menor que o antigo Etios, um carro que está fora de linha há algum tempo. Seu comprimento é de cerca de 3,69 metros, e sua distância entre-eixos é de 2,43 metros. Portanto, é um carro voltado para o consumidor brasileiro, que busca um certo conforto, mesmo em um carro menor.

Vale destacar que o modelo da Toyota é maior que o Fiat Mobi, que tem 3,56 metros de comprimento, e sua distância entre-eixos é de 2,3 metros. Assim, o Vitz é um carro popular que também tem um tamanho maior em comparação com o Renault Quaid francês, que tem um comprimento de 3,68 metros e uma distância entre-eixos de 2,42 metros.

Toyota Fitz

vitz interior

Além disso, em termos de mecânica, o Toyota Fitz acaba perdendo de seus concorrentes. O motor do carro é 1.0 de 65 cv. O Mobi tem motor de 74 cavalos e Kwid de 71 cavalos, usando etanol como combustível. Na verdade, quando é reabastecido, o carro tem a mesma potência do Toyota Fitz de 65 cavalos.

Dessa forma, o torque do Toyota Fitz é de 9 kg por minuto, menor que os outros dois modelos. Moby tem 9,9 kgfm e Kwid 9,8 kgfm. Como um carro popular, os três modelos são bastante simples em seu interior. Primeiro, o painel do Vitz é analógico e vem com velocímetro, tela de computador de bordo e luzes de advertência.

O volante do Toyota Fitz é multifuncional, e os comandos das janelas ficam próximos à luz de advertência e trava central. Além disso, o famoso carro da fabricante japonesa possui ar-condicionado, multimídia, porta USB e sensor de estacionamento. Vale ressaltar que, se o proprietário desejar, ele pode adquirir alguns itens adicionais.

Carro popular

O vice-presidente da República e ministro do Desenvolvimento, Indústria, Comércio e Serviços, Geraldo Alkmín (PSB), divulgou um anúncio das ações do Governo Federal visando reduzir os valores negociados dos veículos novos produzidos no país. A princípio, trata-se de um plano para estabelecer o carro popular.

O pacote de medidas do governo federal deve impulsionar a produção de carros no país, reduzindo os preços dos veículos zero-quilômetro. A expectativa é de queda no IPI e no PIS/Cofins, reduzindo o valor do carro entre 1,5% e 10,96%. Portanto, os descontos devem seguir certos critérios relacionados à sua produção.

Em suma, o desconto será para carros com preço de até R$ 120 mil, veículos energeticamente eficientes e densidade industrial. Este último se refere a carros que possuem um grande percentual de componentes fabricados no país. Vale ressaltar que serão excluídos os carros que não forem produzidos em território nacional.

O ministro da Fazenda, Fernando Haddad (PT), anunciou que o pacote de medidas para incentivar a indústria automotiva deve ter um tempo limitado de cerca de três a quatro meses. Em suma, o vice-presidente Alckmin afirmou que o programa de governo seria publicado 15 dias após o anúncio, que foi em 25/05.

Linha de crédito para compra de carros populares
Sobre o carro popular, a presidente do Banco do Brasil, Tarciana Medeiros, disse em entrevista recente que haverá uma linha de crédito especial para consumidores de carros populares. Ao mesmo tempo, o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) lançou uma linha de financiamento para o setor.

Segundo alguns especialistas, além de reduzir impostos e juros sobre o carro popular, facilitando o crédito, estudos devem ser realizados sobre medidas que possam promover o desenvolvimento sustentável da indústria automotiva. Por fim, o consumidor aguarda uma melhor estruturação do setor.

Últimas Notícias