17.7 C
São Paulo
quinta-feira, junho 13, 2024
- Publicidade -spot_img

Todas as famílias inclusa receberão um valor de R$ 218,00 para o Bolsa Família? Veja!

Leia Mais

 

Nesta quinta-feira (2), circula na internet a notícia de que o Bolsa Família sofrerá um reajuste de R$ 218,00. De fato, o presidente Lula (Trabalhista) assinou com a MP (Medida Provisória) lançando uma nova versão do programa de transferência de renda. E com isso, é claro, haverá algumas mudanças, em comparação com a primeira versão ou mesmo com o Auxilio Brasil.

Primeiro, o governo federal pagará duas variantes adicionais. Além disso, os padrões do Bolsa Família mudaram. A ideia, segundo o Ministério do Desenvolvimento Social e Controle da Fome (MDS), é ampliar o acesso ao programa.

O chefe da pasta, Wellington Dias, anunciou todas essas mudanças em um evento na quinta-feira. Continue lendo este artigo para conferir tudo sobre a nova versão do Bolsa Família.

Bolsa Família 2023: entendendo todas as mudanças
Primeiro, é correto explicar os pontos importantes do Bolsa Família. Como já mencionado, o governo federal está retomando o programa social nesta semana.

Assim, o benefício foi destinado àqueles que recebiam até R$ 210,00 a título de renda mensal por pessoa (por pessoa). Agora, no entanto, não será treinado para aqueles cuja renda domiciliar per capita é de R$ 218,00. Ou seja, o procedimento permite que mais pessoas entrem na lista de beneficiários

Confira as regras

  • A pessoa deve ter o cadastro atualizado no CadÚnico (Cadastro Individual de
  • Programas Sociais do Governo Federal);
  • A renda familiar mensal por pessoa deve ser de até R$ 218,00;
  • Você tem que respeitar as condições.

Os constrangimentos são obrigações que os beneficiários devem assumir em duas áreas: saúde e educação. As gestantes devem receber acompanhamento médico pelo SUS (Sistema Único de Saúde). Crianças de até sete anos precisam estar até a vida com vacinação e acompanhamento nutricional. Além disso, as crianças e os jovens precisam frequentar a escola com um mínimo de 75%.

Outra mudança no Bolsa Família são as mudanças adicionais. O benefício pagará um valor fixo de R$ 600,00. No entanto, haverá dois tipos adicionais. A primeira promessa foi feita na campanha eleitoral. Um adicional de R$ 150,00 será destinado a brasileiros com crianças de até seis anos de idade. Enquanto isso, os R$ 300,00 adicionais serão para quem tiver mais de um filho com essa faixa etária. Por fim, serão R$ 50,00 adicionais para jovens entre 7 e 18 anos.

Veja como se inscrever para a nova versão do programa
Embora o Bolsa Família tenha feito várias mudanças. Resta entrar por cadúnico. As famílias que desejam receber o benefício devem procurar uma unidade do CRAS (Centro de Referência em Assistência Social). Assim, o CadÚnico passará por uma revisão este ano. Estima-se que 2,5 milhões de pessoas poderiam perder essa vantagem. Por outro lado, novas famílias entrarão. Somente em março, o governo planeja adicionar 700 mil pessoas.

Últimas Notícias