19.1 C
São Paulo
quarta-feira, junho 12, 2024
- Publicidade -spot_img

Score baixo? Veja as 3 principais alternativas de empréstimo

Leia Mais

Quem tem score baixo sabe muito bem como é difícil conseguir aprovação para um empréstimo, financiamento ou cartão de crédito. Isso porque, com uma pontuação ruim, o consumidor tem um alto risco de inadimplência, ou seja, não pagar parcelas ou contas em dia.

O Serasa score é um score de crédito da Serasa que varia de 0 a 1000. Quanto maior a pontuação, maior a probabilidade de você obter crédito. Aqueles com pontuação entre 0 e 300 indicam alta probabilidade de inadimplência, com pouca chance de obter crédito. Uma pontuação entre 301 e 500 aponta para um alto risco de não pagar as parcelas em dia, por isso a chance de conseguir crédito também é baixa.

Aqueles com pontuação entre 501 e 700 têm baixa probabilidade de inadimplência, por isso têm chance de conseguir crédito. Por fim, uma pontuação entre 701 e 1.000 indica um risco muito baixo de atraso no pagamento e tem uma alta chance de aprovação.

O resultado pode ser consultado gratuitamente e online, no site da Serasa. Basta acessar a página, clicar no botão “Consultar Score Serasa” e fazer o login na plataforma – quem ainda não a possui precisará criar uma gravação antes de visualizar o resultado.

Empréstimo por uma pontuação baixa

Nem todas as opções de empréstimo realizam uma análise financeira antes de liberar os recursos. Existem alguns métodos que podem ser cuidados até mesmo por pessoas negativas ou com pontuação baixa. Confira três deles abaixo.


  • Empréstimo FGTS: A expectativa de saque de aniversário do FGTS pode ser solicitada por quem aderiu à modalidade. Vale lembrar que quem aderir não faz mais parte do método de rescisão de saque, que permite o saque do fundo de garantia em caso de demissão.
  • Empréstimo consignado: O crédito consignado também é uma modalidade de crédito que costuma ser mais fácil de obter. Nele, o valor dos prêmios é descontado diretamente da folha de pagamento ou do benefício pago pela previdência social. Destina-se exclusivamente a funcionários públicos e militares e segurados do INSS (Instituto Nacional do Seguro Social).
  • Empréstimo com garantia: Um empréstimo com garantia pode incluir imóveis, veículos e até um celular. Assim como no crédito consignado, nesses casos, os bancos contam com uma garantia do cliente, portanto, conseguem conceder o empréstimo mesmo para quem não tem um score muito alto.

Como aumentar sua pontuação

EMPRÉSTIMO

Caso nenhuma das linhas de crédito acima seja de interesse, o consumidor também pode tomar algumas medidas para aumentar o resultado mais rápido e conseguir um empréstimo pessoal. Confira abaixo:

  1. Renegociação de dívidas: Um nome negativo é um dos fatores que prejudica o resultado. Ser inadimplente não é um sinal positivo do mercado e reduz o nível de confiança das empresas no consumidor. É importante renegociar dívidas e resolver outras questões financeiras relacionadas ao CPF, como cheques sem fundo e ações judiciais.
  2. Pague contas em dia: O maior peso no cálculo do score Serasa está associado ao registro positivo, que armazena o histórico de pagamentos de contas como cartão de crédito, parcelamento, empréstimos, serviços ao consumidor (água, energia, telefonia, etc.). Por isso a consistência é tão importante no cadastro: pagar todas as contas em dia, todo mês, tem muito peso na nota do Serasa.
    Solicite crédito com cautela: toda vez que um cliente solicitar um empréstimo, parcelamento ou financiamento, a consulta enviada pelas empresas ao CPF é registrada. O mercado pode interpretar o excesso de ordens como um pedido urgente de crédito, prejudicando temporariamente o resultado em até 60 pontos. O ideal é respeitar intervalos de pelo menos três meses entre uma aplicação e outra.
  3. Faça mais pagamentos com cartão de crédito: Existe uma relação entre os pontos Serasa e o uso do cartão. Um histórico de recordes positivos é composto principalmente por dados de compromisso de crédito. Portanto, quanto mais esse método é usado, mais informações estão disponíveis para o feed de gravação. No entanto, isso só é aconselhável se as contas forem pagas em dia e se o crédito for usado conscientemente.
  4. Ativar a função de comunicação bancária no Serasa: Esse é um recurso que permite que o consumidor participe mais ativamente da construção de seus próprios cursos. A conexão bancária é ativada apenas a pedido do usuário e permite o compartilhamento de informações como transações de conta e conta com o sistema Serasa. Se as demonstrações contábeis forem relevantes e positivas para o consumidor, o resultado pode aumentar ao longo do tempo. O resultado nunca diminuirá devido à conexão, pode aumentar ou permanecer o mesmo.
  5. Mantenha seus dados atualizados no Serasa: Outro fator levado em conta é a relação com o mercado de crédito, construída ao longo dos anos. É influenciado principalmente pelo tempo de relacionamento. Uma forma de garantir essa relação é sempre atualizar os dados pessoais na plataforma Serasa.
Bruno Ferreira
Bruno Ferreirahttp://redebrasilnews.com.br/
Além de sua atuação nas redações, Bruno Ferreira também explorou a era digital, envolvendo-se em projetos de mídia online, podcasts e outras formas inovadoras de contar histórias. Sempre em busca de novas formas de se conectar com o público, um defensor incansável da liberdade de imprensa e da importância do jornalismo independente na sociedade contemporânea.

Últimas Notícias