24.1 C
São Paulo
sábado, março 2, 2024
- Publicidade -spot_img

Salário de R$ 41,6 mil, os senadores decidiram que trabalhariam apenas três dias por semana.

Leia Mais

57121e2e33721ba1e216b76c12639ec8

Em sua primeira reunião após o feriado de fim de ano modificado com o feriado de Carnaval, os senadores tomaram uma decisão controversa: decidiram que trabalhariam apenas três dias por semana e apenas três semanas por mês. Semanas de trabalho auto reduzidas foram concedidas com a aprovação do presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Pacheco (PSD-MG).

Por definição, o Senado terá projetos de lei para serem votados às terças, quartas e quintas-feiras. Na terça-feira, só à tarde. Segundas e sextas-feiras serão dias sem sessão de negociação. Nos dias de hoje, a ausência não é considerada, libertando os parlamentares da existência obrigatória.

Em relação ao mês, foi determinado que a última semana de cada mês terá tele trabalho, com uma “agenda tranquila”. Com o combo, os senadores começarão a trabalhar presencialmente por 9 dias por mês em 2023.

Em que os senadores trabalharão e quanto ganharão por isso?
Atualmente, o salário de um senador ou senador é de R$ 39,2 mil, mas o valor saltará para R$ 41,6 mil a partir de abril, já que o reajuste foi definido antes do feriado, no final do ano passado.Os políticos do legislativo escolhidos pelo voto popular para representar seus estados em Brasília, são responsáveis por defender o interesse nacional e debater leis que apoiem o desenvolvimento do país e do povo brasileiro. O papel dos senadores, por exemplo, é apresentar e discutir projetos de lei, bem como avaliar propostas que venham da Presidência da República.

Ao jornal Estado de S. Paulo, o Senado enviou nota alegando que a resolução buscava apenas cancelar deliberações anteriores, que eram válidas para o período da pandemia. Ele também afirmou que as regras da Câmara estipulam que as sessões podem ser realizadas de segunda a quinta-feira à tarde, além da manhã de sexta-feira. No entanto, as sessões às segundas e sextas-feiras não existirão em 2023, como vimos.

Últimas Notícias