24.6 C
São Paulo
terça-feira, junho 18, 2024
- Publicidade -spot_img

Novo alerta ao segurados! INSS comunica novas mudanças na prova de vida que afetam beneficiários

Leia Mais

Preparar-se! Novas mudanças na prova de vida podem afetar os beneficiários do NSSI. Na última quarta-feira, 19, o presidente do INSS, Alessandro Stefanotto, afirmou que o município está empenhado em encontrar novas formas de prova de vida. 

O objetivo das mudanças na prova de vida é que os frequentadores não precisem ocupar seu tempo com essa ação. A vovó pode chegar diretamente ao Distrito Federal (DF). A ideia é integrar os dados biométricos dos portões dos ônibus do transporte público com a base de dados do INSS. Em tese, será um processo automático.

“Esclarecemos junto ao Ministério dos Transportes do DF, que o nosso segurado, ao passar pela catraca onde está identificado biometricamente, fornece prova de vida. Isso evita gastar tempo com os moradores”, disse Stefanotto.

A prova de vida é um procedimento padrão para aposentados, pensionistas e demais pessoas atendidas pelo INSS. Prova de vida evita irregularidades na concessão de benefícios. 

Hoje, essa vida é estabelecida pessoalmente em unidades de agências e instituições bancárias, e também pode ser feita virtualmente, por meio de uma conta gov.br. A ideia dos técnicos do INSS é cancelar a obrigatoriedade desse procedimento e automatizar essa comprovação:

“Invertemos o ônus da prova de vida. Vamos contar com comprovação de vida ativa, já que o segurado não precisará ir até a rede bancária e outros locais. Isso passa por tecnologia e troca de dados”, disse o dirigente do INSS.=

Prova de Vida 2023

Segundo a Previdência, a nova versão da Prova de Vida do INSS será implementada a partir do trânsito de dados armazenados nos bancos oficiais do governo federal.

Para isso, o Instituto Nacional do Seguro Social utiliza as informações disponíveis em cada base de dados do governo para que possa realizar a análise. Alguns exemplos desses dados são:

  1. Acesso ao aplicativo Meu INSS com o selo ouro ou outros aplicativos e sistemas de órgãos e entidades públicas que possuam certificados e controle de acesso, no Brasil ou no exterior;
  2. Obtenção de empréstimo consignado, que é realizado por reconhecimento biométrico;
  3. Atendimento presencial em agências do INSS, ou por reconhecimento biométrico em entidades ou instituições parceiras;
  4. Perícia médica por telemedicina ou presencial e no sistema público de saúde ou rede de planos de saúde;
  5. Vacinação;
  6. Registro ou recadastramento nos órgãos de trânsito ou segurança pública;
    atualizações no cadastro individual, somente quando forem feitas pelo responsável pelo grupo;
  7. Voto nas eleições;
  8. Emissão/renovação de documentos como passaporte, carteira de identidade, carteira de motorista, carteira de trabalho, alistamento militar ou outros documentos oficiais que exijam a presença física do usuário ou reconhecimento biométrico;
  9. Recebimento de pagamentos de benefícios com reconhecimento biométrico;
  10. Declaração de imposto de renda como titular ou dependente.

Últimas Notícias