21.9 C
São Paulo
sexta-feira, abril 19, 2024
- Publicidade -spot_img

Mulheres vítimas de violência doméstica terão prioridade no programa Bolsa Família? Proposta está em debate na Comissão de Assuntos Econômicos

Leia Mais

Uma proposta em análise pela Comissão de Assuntos Econômicos propõe priorizar no programa Bolsa Família mulheres vítimas de violência doméstica. Especificamente, o projeto de lei (PL) 3.324/2023, de autoria de Zénaïde Maya, ganhou destaque após receber parecer favorável da senadora Augusta Brito. Além disso, Brito fez ajustes importantes. Confira mais detalhes sobre ele abaixo!

violência doméstica

Detalhes do projeto de lei

O Projeto de Lei 3.324/2023 busca incluir medidas específicas de proteção social para mulheres em casos de violência doméstica no Bolsa Família.

Com as emendas propostas por Augusta Brito, todas as famílias chefiadas por mulheres vítimas de violência terão prioridade no programa. Isso independentemente de quem seja o responsável pelo núcleo familiar.

No entanto, para aderir ou retornar ao programa, as vítimas devem estar cadastradas no Cadastro Único. Além disso, eles devem ter uma renda mensal por pessoa de até R$ 218,00.

O impacto das decisões na sociedade

O encontro, marcado para as 10h desta terça-feira, 5, pode representar um avanço significativo em termos de conquistas sociais. As decisões tomadas podem impactar diretamente na vida de muitos brasileiros, principalmente mulheres vítimas de violência doméstica e pacientes com doenças neuromusculares.


Em suma, essas iniciativas refletem o compromisso de apoiar os mais vulneráveis e promover o desenvolvimento econômico e sustentável do país.

Outros projetos em discussão no Conselho Fiscal

Além do PL 3.324/2023, a pauta do CAE inclui outras propostas importantes, como o PLC 42/2017, que propõe assistência do SUS para pessoas com paralisia motora por doenças neuromusculares.

O PLP 252/2023, que propõe um novo modelo de investimento para startups, conhecido como Acordo de Investimento Conversível em Capital Social (CICC), também está sendo discutido.

A discussão inclui ainda o PL 4.388/2023, que visa utilizar os recursos da Fnac para apoiar a compra de querosene de aviação na região nórdica, e o PL 1.874/2022, que propõe a criação de uma política nacional de economia circular.

Bruno Ferreira
Bruno Ferreirahttp://redebrasilnews.com.br/
Além de sua atuação nas redações, Bruno Ferreira também explorou a era digital, envolvendo-se em projetos de mídia online, podcasts e outras formas inovadoras de contar histórias. Sempre em busca de novas formas de se conectar com o público, um defensor incansável da liberdade de imprensa e da importância do jornalismo independente na sociedade contemporânea.

Últimas Notícias