27 C
São Paulo
sábado, março 2, 2024
- Publicidade -spot_img

Conheça os veículos que terão o IPVA gratuito a partir de 2024

Leia Mais

Com a aproximação do fim do ano, além das expectativas das comemorações de Ano Novo, há também preparativos para obrigações fiscais que acompanham o início de um novo ciclo. Para muitos brasileiros, esse período é sinônimo de uma preocupação específica: o pagamento do IPVA, conhecido como IPVA.

No entanto, o horizonte parece trazer conforto para alguns proprietários de veículos a partir de 2024.

Circulam informações animadoras sobre possíveis isenções desse imposto, que podem ser determinadas por variáveis como o ano de fabricação do carro ou o país de residência do contribuinte, essa possibilidade de isenção representa uma saída financeira e uma oportunidade de começar o ano com menos ansiedade.

Isenção de IPVA em 2024

Antes de entrarmos nos detalhes dos carros que poderão ser beneficiados com a isenção do IPVA no ano que vem, é fundamental ressaltar que esse imposto é de competência do Estado. Isso significa que cada unidade federativa tem autonomia para fazer sua própria regulamentação, determinando as condições para concessão de isenções do IPVA, que podem variar muito.

Abaixo, daremos um panorama de como diferentes estados brasileiros estruturam suas políticas de isenção com base na idade do veículo:

Isenção para veículos com mais de 10 anos

No Rio Grande do Norte e no Amapá, veículos com mais de uma década de fabricação estarão isentos do pagamento do IPVA a partir de 2024.

Isenção para veículos maiores de 15 anos

Diversos estados, como Distrito Federal, Rio de Janeiro, Amazonas, Bahia, Ceará, Espírito Santo, Paraiba, Pará, Maranhão, Rondônia, Sergipe, Piauí e Tocantins concederão isenções para carros acima de 15 anos da indústria.

Isenção para veículos maiores de 18 anos

O estado de Mato Grosso se destaca por estender a isenção aos veículos maiores de 18 anos.

Isenção para veículos com mais de 20 anos

Em São Paulo, Mato Grosso do Sul, Acre e Alagoas, a isenção valerá para veículos com mais de 20 anos.

Isenção para veículos com mais de 30 anos

Pernambuco e Santa Catarina adotam uma política mais seletiva, isentando veículos com mais de 30 anos. Por outro lado, Roraima e Minas Gerais seguem diretrizes diferentes, não concedendo isenção com base no ano de fabricação do carro.

Essas diferenças refletem a diversidade das políticas tributárias no país e ressaltam a importância de informar os proprietários de veículos sobre os detalhes aplicados em seus estados.


Como funciona o IPVA?

O IPVA, abreviação de Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores, é uma obrigação financeira anual imposta aos proprietários de veículos. A arrecadação desse imposto cabe aos governos estaduais do Brasil.

Os recursos do IPVA são compartilhados entre o estado e os municípios onde os veículos estão registrados, cabendo a cada ente federativo autonomia para decidir como aplicar os recursos. Por exemplo, em São Paulo, uma parte significativa, equivalente a 20%, é direcionada ao FUNDEB – Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação.

As raízes do IPVA remontam a 1985, com sua implantação inicial nos estados de São Paulo e Rio de Janeiro. No ano seguinte, em 1986, o conceito foi adotado nacionalmente, e cada estado ganhou o privilégio de determinar sua própria alíquota.

Este imposto foi introduzido como uma alternativa ao antigo Pedágio Rodoviário Único (TRU), um imposto federal introduzido em 1969. Ao contrário do IPVA, a TRU tinha um propósito específico: financiar a construção e manutenção da infraestrutura rodoviária do país.


 

Consequências da inadimplência do IPVA

Caso o carro não atenda às condições para a isenção do IPVA, é necessário que o proprietário resolva a situação para evitar penalidades. Encurtar o IPVA pode levar a uma série de consequências, desde a impossibilidade de licenciar um carro até a apreensão do carro.

Além disso, o não pagamento do imposto pode resultar na inclusão do proprietário na lista de devedores duvidosos de órgãos de proteção ao crédito, como SPC e Serasa, levando a negativação de nome.

Além disso, a isenção do IPVA a partir de 2024 para alguns veículos representa alívio financeiro para muitos proprietários. No entanto, é essencial que todos estejam cientes das regras estabelecidas pelo seu país de residência, uma vez que as políticas fiscais podem variar significativamente.

A regulamentação do pagamento do IPVA é necessária para evitar consequências negativas, como a impossibilidade de licenciamento de um carro ou a recusa do nome pelos órgãos de proteção ao crédito. Portanto, fique por dentro das normas vigentes e cumpra as obrigações tributárias para usufruir dos benefícios da isenção legítima do IPVA

Últimas Notícias