22.3 C
São Paulo
sábado, março 2, 2024
- Publicidade -spot_img

Confira 10 alimentos a serem evitados para quem tem pressão alta

Leia Mais

Opções sintéticas e com alto teor de sódio são contraindicadas para pessoas com hipertensão
Imagem: Reprodução/Canva Premium

A pressão alta, também conhecida como hipertensão, é uma condição de saúde grave que afeta muitas pessoas ao redor do mundo. Segundo o Ministério da Saúde, ela é caracterizada por níveis elevados de pressão arterial nas artérias. Além disso, é um dos principais fatores de risco para doenças cardiovasculares como doença arterial coronariana, acidente vascular cerebral e insuficiência renal.

Uma das principais estratégias para controlar e controlar a pressão alta é adotar uma alimentação saudável e equilibrada. Nesse contexto, é fundamental ficar atento aos alimentos a serem evitados, pois eles podem contribuir para o aumento da pressão arterial.

“Muitos estudos já comprovaram o efeito de uma boa alimentação para tratar a pressão alta. Tanto para o tratamento quanto para a prevenção da doença, o paciente deve evitar alimentos gordurosos, excesso de carboidratos com alto índice glicêmico, alimentos industrializados com alto teor de sódio e o próprio sal de cozinha”, alerta a nutricionista Rila Sattel, graduada em nutrição clínica.

A seguir, veja 10 tipos de alimentos a serem evitados por quem tem pressão alta!

1. Embutido

Salsichas, salsichas, bacon e outros alimentos processados desse tipo costumam ser ricos em sódio e produtos químicos adicionados que podem elevar a pressão arterial.=

Batatas fritas, salgadinhos embalados e outros lanches processados geralmente são ricos em sódio, gordura saturada e aditivos que devem ser evitados por quem tem pressão alta.

3. Alimentos enlatados

Alimentos enlatados, como sopas prontas, feijões enlatados e vegetais em conserva, geralmente contêm altos níveis de sódio para preservação, o que pode aumentar a pressão arterial.

Elaine Paphosky, nutricionista especializada em nutrição clínica e metabolismo, explica que a alternativa certa para uma boa alimentação é evitar esses elementos. “Ofereça alimentos mais naturais e evite sempre exageros. Consuma as quantidades recomendadas pelos nutricionistas”, sugere a profissional.

4. Sal de cozinha

Adicionar sal de cozinha em excesso às refeições pode aumentar a ingestão de sódio e contribuir para o aumento da pressão arterial. Por isso, a recomendação recomendada pela Organização Mundial da Saúde (OMS) é ingerir até 5 gramas por dia.

Declaração

Além disso, também não é recomendado removê-lo completamente da dieta. “O excesso de sal é prejudicial, mas temos que lembrar que nosso corpo precisa de uma quantidade mínima de sal na dieta”, diz o cardiologista Dr. Francisco Maia.

5. Molhos prontos

Molhos industriais, como molho de soja, molho inglês e molhos para salada, são frequentemente ricos em sódio e outros aditivos prejudiciais para aqueles com pressão alta. Eles também são frequentemente usados como acompanhamento de alimentos que já possuem um alto teor de sal, o que multiplica o impacto negativo do uso.

6. Especiarias industriais

Caldos concentrados e especiarias artificiais também podem ser fontes ocultas de sódio e devem ser evitados ou consumidos com moderação.

7. Alimentos congelados prontos para consumo

Refeições congeladas industriais, como lasanha, pizza e hambúrgueres, geralmente contêm altas quantidades de sódio e gordura saturada, que são prejudiciais para aqueles com pressão alta.

8. Queijo salgado e cremoso

Queijos processados e salgados, como o parmesão e o queijo processado, podem conter altos níveis de sódio, o que pode elevar a pressão arterial.

9. Bebidas adoçadas

Refrigerantes, sucos artificiais e outras bebidas açucaradas podem contribuir para o ganho de peso e pressão alta, por isso é aconselhável limitar seu consumo.

10. Confeitaria industrial

Bolos, biscoitos, chocolates e outros doces industriais geralmente contêm altos níveis de açúcar e gordura saturada, o que pode ter um impacto negativo na saúde cardiovascular, incluindo a pressão arterial.

Últimas Notícias