17.1 C
São Paulo
sexta-feira, abril 19, 2024
- Publicidade -spot_img

Bolsa Família deve retomar regra antiga que pode reduzir ou aumentar o valor do beneficio

Leia Mais

Bolsa Família com foco neste grupo, que corresponde a 22,7% do total. Confira quem terá o benefício cancelado
Imagem: Reprodução/Google

O retorno do Bolsa Família é um dos temas que ganhou as manchetes nas últimas semanas. A equipe do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), além de confirmar a devolução do nome original do programa, também indicou que algumas regras mudarão em 2023.Parece que haverá uma reestruturação da iniciativa com vista a torná-la mais eficiente na luta contra a pobreza e a pobreza extrema no país. O processo terá um grande pente nos cadastros para detectar possíveis fraudes e pagamentos incorretos.

Para corrigir as distorções resultantes observadas desde a troca do programa de ajuda brasileiro, implementado durante o manto de Jair Bolsonaro, o governo também pode retomar uma regra antiga.

Regra de cálculo dos acréscimos

Segundo informações do jornal Folha de S. Paulo, a reestruturação do Bolsa Família pode incluir a adoção de um padrão antigo no cálculo dos juros. Já não é possível determinar o valor pago a cada beneficiário e recalculá-lo com base no número de indivíduos que compõem o agregado familiar.

Atualmente, a parcela mensal é de R$ 600 por certificadora, independentemente do número de familiares. Ao calcular o valor de acordo com o número de membros, o objetivo é tornar o benefício mais justo e eficaz.

Fraudes e distorções

No final do ano passado, o TCU (Conselho Fiscal da União) identificou possíveis problemas para os últimos registros da iniciativa. A suspeita é que algumas famílias tenham sido desmembradas para receber mais prémios, ou seja, divididos em vários registos.

Dessa forma, milhões de famílias podem receber mais de uma parte, enquanto muitos outros brasileiros que realmente precisam de dinheiro são excluídos da folha de pagamento do programa.

Para reverter a situação, o governo anunciou um pente fino focado em casas de uma pessoa, ou seja, compostas por uma pessoa. O inquérito será liderado por Wellington Dias (Trabalho), o novo ministro do Desenvolvimento, da Assistência Social, da Família e do Combate à Fome.

Deixe sua resposta

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Últimas Notícias