21.7 C
São Paulo
domingo, abril 21, 2024
- Publicidade -spot_img

O salário mínimo pode em breve ter um aumento constante; Confira a nova medida

Leia Mais

Uma nova proposta está sendo adicionada à MP do salário mínimo, assim, o piso poderá ser reajustado por outro indício nacional. Confira!
Imagem: Reprodução/Rede Brasil News

Desde o início do ano, os brasileiros já tiveram dois aumentos no valor do salário mínimo recebido no país. Na segunda emenda, passaram a contar com um pequeno aumento real anos depois de apenas corrigirem a inflação. De acordo com a medida provisória, o salário mínimo atual está fixado em R$ 1.320 em todo o país.

Com as mudanças feitas anualmente para equalizar o valor com a inflação do ano anterior, os trabalhadores recebem um aumento igual à medida que os produtos e insumos do país aumentam. Com isso, apenas corrigindo pela inflação, os brasileiros não recebem um aumento real do salário, já que o valor recebido, assim como os gastos, aumentaram.

Um novo fator pode ser adicionado no reajuste anual do salário mínimo. O objetivo do novo procedimento é que os trabalhadores tenham sempre um aumento real no valor recebido. Veja o novo projeto em tramitação no Congresso!

Nova fórmula de fixação do salário mínimo

O deputado Merlong Solano (PT-PI), relator-adjunto do atual salário mínimo, disse que vai incorporar um novo trecho ao procedimento. Com esse acréscimo, novas regras para a estimativa salarial contínua serão implementadas. A medida foi informada pelo deputado durante reunião mista que avaliou a proposta na última terça-feira, 1.
Em suma, as novas normas já foram enviadas ao governo para análise. Se aprovada, a mudança já entrará em vigor a partir de 2024. Portanto, os critérios de reajuste serão os mesmos adotados para correção salarial entre 2007 e 2019. Se o presidente Lula aprovar o projeto, os trabalhadores receberão um salário mínimo de aumento real a cada ano.

A proposta atual sugere que o valor seja reajustado de acordo com a inflação do ano anterior, no entanto, a mudança aconselha que o reajuste seja feito de acordo com o Produto Interno Bruto (PIB) do segundo ano anterior à mudança.

A medida já trouxe um aumento de 77%

Segundo o supervisor do Escritório Regional do Departamento de Estatística e Estudos Socioeconômicos Interssetoriais (Dieese) em Brasília, Mariel Angeli López, a proposta é benéfica aos trabalhadores. Embora tenha sido usada para reajustar o mínimo nacional, a exigência trouxe um aumento de 77% do salário mínimo.

Com a correção inflacionária dos últimos quatro anos, o valor atual do salário corresponde a 52% da marca quando foi instituído nacionalmente, em 1940. Com a proposta da nova emenda, os trabalhadores poderão obter um aumento real em seus salários e, portanto, comprarão mais.

Dessa forma, a economia do país melhora, assim como a qualidade de vida dos brasileiros.

Últimas Notícias