23.2 C
São Paulo
domingo, abril 14, 2024
- Publicidade -spot_img

Hora de conquistar sua casa: Caixa lança programa de financiamento imobiliário acessível

Leia Mais

Os cidadãos brasileiros interessados na compra de imóveis podem contar com melhores condições de financiamento, a depender exclusivamente da situação de cada um.
Imagem: Reprodução/Google

Ter a casa própria é o sonho de inúmeras pessoas desde sempre, tendo em vista os obstáculos que o aluguel de imóveis coloca e os benefícios propostos para quem tem imóvel em seu nome. Esse desejo também se justifica por considerar o imobiliário como uma das melhores formas de investimento existentes.

Por outro lado, para poder ter sua casa própria, é necessário ter um alto valor disponível. Esse valor acaba sendo o grande fator determinante para a maioria dos consumidores, levando em conta o altíssimo preço de compra e outros custos atribuídos à compra.

Pensando nisso, a Caixa Econômica Federal anunciou uma nova linha de financiamento capaz de abranger mais pessoas. Agora, possuir um imóvel residencial pode ser mais fácil do que nunca, basta verificar os requisitos para cumprir com a modalidade de financiamento.

Caixa anuncia novo método de financiamento imobiliário que deve ser mais abrangente

Pois bem, como é de conhecimento geral, no início deste ano de 2023 o governo federal anunciou o retorno do programa Minha Casa, o Minha Vida, que garante financiamento habitacional. É justamente por meio desse programa que a Caixa anunciou uma modalidade de financiamento mais abrangente.

De forma mais clara, é preciso entender como funciona o Minha Casa, Minha Vida, para que fique mais fácil entender a nova possibilidade de financiamento. Sem muito delongas, o Minha Casa e o Minha Vida visam garantir casas populares para os cidadãos brasileiros.

O programa funciona por meio da recuperação de faixas urbanas e rurais e, até pouco tempo, o valor máximo destinado aos imóveis era de R$ 150 mil. Assim, os interessados em financiamento podem optar por aderir ao programa, garantindo o imóvel próprio.

Após a adesão, o governo é responsável por fazer o repasse necessário para custear as construtoras e os materiais. Feito isso, o governo é pago por meio de parcelas pelo contratante, que podem ser divididas em anos para facilitar o compromisso.

No entanto, como já foi dito, até o presente momento, o Minha Casa, Minha Vida estava limitado a uma transferência máxima de R$ 150 mil, mas a Caixa decidiu alterar o valor para abranger mais pessoas físicas.

Entenda como a escala funciona e quem pode escolher a associação

Com base nas informações propostas, o objetivo dessa expansão da Caixa, como resumidamente dito, é justamente possibilitar que mais pessoas acessem imóveis residenciais, o que passa a incluir cidadãos de classe média.

De acordo com informações mais específicas de emprego, a Caixa Econômica oferecerá o valor máximo de R$ 350 mil para a compra de imóveis por meio de financiamento habitacional. É preciso ressaltar que apenas imóveis residenciais, como já foi enfatizado diversas vezes, podem entrar na linha de adesão.

Para que um consumidor possa estar empregado, ele deve ter uma renda familiar máxima de R$ 8 mil. Além disso, a liberação do financiamento vai depender da avaliação do empreendimento, que leva em conta muitos documentos, inclusive comprovantes de renda.

Por fim, de acordo com as regras propostas pelo novo método, os brasileiros interessados poderão utilizá-lo a partir de 7 de julho.

Últimas Notícias