17.7 C
São Paulo
quinta-feira, junho 13, 2024
- Publicidade -spot_img

FIM do Bolsa Família? Presidente se pronuncia sobre algumas publicações geradas na internet

Leia Mais

Usando a fala do vice-presidente do Brasil, Geraldo Alkmín, algumas publicações online anunciam o fim do Bolsa Família. O programa de transferência de renda iniciado em 2003 completará 20 anos em poucos dias, e a suspeita de que será cancelado chamou a atenção.

Em 2021, o governo do ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) aprovou o fim do Bolsa Família com a criação do Auxílio Brasil. No entanto, por não ter tido sucesso em seu mandato, com a entrada de Luis Inácio Lula da Silva (PT) em seu terceiro governo, o programa voltou a funcionar com seu nome original.

Mudanças foram feitas desde então, com o valor mínimo do auxílio passando de R$ 400 para R$ 600. Inclua recompensas financeiras para cada dependente dentro das famílias. R$ 150 estão sendo para crianças de até 6 anos, R$ 50 para adolescentes de até 18 anos e para gestantes. 

Também entra em vigor neste ano a regra que estabelece que todos dentro do grupo familiar que tiverem acesso ao programa, devem receber no mínimo R$ 142 para garantir sua presença. Por isso, a perspectiva de confirmar o fim do Bolsa Família surpreendeu muita gente.

Um vídeo que circula nas redes sociais mostra trechos de um discurso do vice-presidente da República, em que ele fala sobre o fim do programa. com a seguinte mensagem:

“Há um consenso sobre o Bolsa Família e as crianças, outras questões são a doação. Isso não tem impacto financeiro. No caso de um orçamento, que é limitado, é uma receita adicional, que pode até não acontecer, mas se acontecer, você poderá usar parte para investimento. Apresentamos uma proposta que não tem prazo, e tem um princípio, que é excluir o Bolsa Família.”

O governo Lola concordou com o fim do Bolsa Família?

Ciente da divulgação do vídeo, o governo Lula se pronunciou. A resposta é que o fim do Bolsa Família não foi aprovado. Na verdade, esse vídeo existe e é real, mas Geraldo Alkmín não está falando em acabar com o programa, mas em não incluir o Bolsa Família na regra do teto de gastos. 

No discurso de novembro de 2022, na época houve discussões sobre o Orçamento de 2023 e a PEC de transição em que foram liberados recursos para entrar no novo governo. Na ocasião, Alckmin disse ao governo que não colocaria o programa em uma regra limitando o valor que poderia ser investido. 

Não há informações do governo sobre o interesse no fim do Bolsa Família. Pelo contrário, a informação é uma ampliação do programa, como a entrada de 550 mil novas famílias em setembro.

Últimas Notícias