17.7 C
São Paulo
quinta-feira, junho 13, 2024
- Publicidade -spot_img

Confira como saber se você foi aprovado no Bolsa Família e como consultar

Leia Mais

Com a nova folha de pagamento do Bolsa Família em tramitação, milhares de brasileiros na lista de espera do programa querem saber se foram aprovados para receber o novo parcelamento a partir de 18 de julho.

Até o anúncio da listagem de 1 milhão de novos beneficiários, entre março e maio, o programa social voltou a cadastrar quase meio milhão de pessoas, aguardando aprovação do recurso. Em maio, 438 mil famílias haviam cumprido os requisitos do Bolsa Família, mas ainda não haviam sido aprovadas para admissão.

Por isso, para quem faz parte desse grupo que tem direito ao benefício, mas ainda não foi aprovado, é importante acompanhar a situação do cadastro para ver se ele foi selecionado no programa.

Neste post, vamos explicar como saber se ele foi aprovado no Bolsa Família, como receber e abrir o cartão de benefício, entre outras dúvidas frequentes entre os beneficiários.

Bolsa Família: como se cadastrar?

Antes de mais nada, vamos esclarecer uma dúvida muito comum entre as famílias: é necessário se cadastrar para receber o Bolsa Família? A resposta para essa pergunta é não. Os beneficiários são selecionados automaticamente pelo Ministério do Desenvolvimento Social (MDS) a partir da base de dados do Cadastro Único.

Por isso, é necessário que a família esteja cadastrada e tenha todos os dados corretos, sendo atualizados principalmente nos últimos dois anos.

O cadastro em Cadóniko nos Centros de Referência de Assistência Social (CRAS) ou postos de atendimento do município é realizado quando são apresentados os documentos de todos os familiares. Veja a lista de documentos necessários para cadastro e atualização do Cadúnico.

É importante ressaltar que a inscrição no Cadastro Único não garante a entrada imediata da família no Bolsa Família. A aprovação dos direitos continuará a depender de outros factores, como, por exemplo, a sua disponibilidade no orçamento do programa.

Como saber se sou aprovado no Bolsa Família?

As famílias que foram aprovadas para receber o benefício receberão uma carta enviada pela Caixa para o endereço informado no cadastro do Cadúnico. O governo também enviará o cartão do Bolsa Família para o mesmo endereço que foi informado no cadastro individual, por isso é sempre importante atualizar os dados.

Há outras formas de saber se o recurso é aprovado: fazendo a consulta pelo aplicativo Bolsa Família ou pelo aplicativo e site Cadúnico. Conheça os canais oficiais para consulta de status de recursos:

  • Aplicação do Bolsa Família;
  • Aplicativo e site Cadúnico – https://cadunico.dataprev.gov.br/;
  • Portal Cidadão da Caixa  – https://cidadao.caixa.gov.br/;
  • Aplicativo Caixa Tem;
  • MDS Telefone 121;
  • Center da caixa no número 111.

Por meio do aplicativo Bolsa Família, o beneficiário pode acompanhar sua situação de direito, ver se a parte do direito está bloqueada ou liberada para saque, além de saber mais sobre outros auxílios, como o Vale Gás.

Outra forma de saber se um beneficiário foi aprovado para receber o Bolsa Família é fazer a consulta pelo aplicativo ou site do Cadúnico.

Ao fazer o login com CPF e senha, o responsável tem acesso a diversos serviços, como consulta de cadastro familiar, NIS para membros, faixa de renda familiar, e pode verificar quando foi feita a última atualização cadastral, além de acompanhar a situação do auxílio recebido pela aba Meus Benefícios.

Para desbloquear o cartão Bolsa Família, o beneficiário deve ligar para o serviço Caixa Cidadão no 0800 726 02 07, digitar 5 (senha do cartão social e do cartão social) e depois digitar 2 (desbloquear cartão social, cadastrar ou recadastrar senha).

Quanto tempo demora a aprovação no Bolsa Família?

O governo federal não prevê um prazo mínimo para aprovação da família no Bolsa Família. Portanto, não é possível determinar quanto tempo leva para aprovar o programa após a inscrição no Cadúnico.

Por outro lado, todos os meses antes do processamento das novas folhas de pagamento, o governo verifica os cadastros das famílias cadastradas no Bolsa Família. No processo, há uma saída para os beneficiários que não reúnem as condições para continuar a receber o benefício e para que novas famílias entrem em “vagas” não preenchidas.

Bolsa Família: Quem tem direito ao benefício?

Em março de 2023, com o relançamento do programa Bolsa Família, o governo federal também atualizou a faixa de renda per capita para aderir ao programa. Agora, para ter direito ao benefício, é necessário ter uma renda mensal por pessoa de até R$ 218 (antes do máximo é de R$ 210) e estar registrado no cadastro individual.

Quem pode se cadastrar no Cadastro Único do Governo Federal? Com o aumento do salário mínimo de R$ 1.302 para R$ 1.320 em maio, o Ministério do Desenvolvimento Social também atualizou as faixas de renda familiar para inscrição no Cadastro Único. Atualmente, eles podem se candidatar:

  • Famílias com renda mensal de até meio salário mínimo por pessoa (R$ 660);
  • Agregados familiares cujo rendimento mensal seja superior a meio salário mínimo per capita, mas cuja inscrição esteja vinculada à integração ou acompanhamento e programas sociais do Governo;
  • Pessoas em situação de rua (sozinhas ou com a família);
  • Pessoas que moram sozinhas, desde que atendam aos critérios de renda acima.

Últimas Notícias