27.7 C
São Paulo
domingo, abril 21, 2024
- Publicidade -spot_img

Atenção! Novo ALERTA para os brasileiros com RG antigo acaba de sair HOJE (11/04)

Leia Mais

O novo Registro Geral (RG), agora chamado de Carteira de Identidade Nacional (CIN), já foi emitido 200 mil vezes em sua versão física e em 175 mil vezes no formato digital.
Imagem:Google

O Novo Cadastro Público (RG), hoje chamado de Carteira Nacional de Identidade (CIN), foi liberado 200 mil vezes em sua versão física e 175 mil vezes em formato digital. Os números foram calculados até o último mês de fevereiro e mostram que a implementação do novo documento está avançando no país.

Ou seja, acaba de aparecer um novo alerta para brasileiros com o antigo RG. Veja mais detalhes sobre o documento abaixo.

Documento de Identidade – RG

O modelo de identidade atualizado foi lançado no ano passado. O objetivo é tornar a população brasileira mais prática e segura, incluindo novas informações e a utilização apenas do número de registro individual.

No entanto, o novo documento ainda não está disponível em todo o país, ou seja, parte significativa dos brasileiros ainda está proibida pela nova versão do RG.

Embora o governo tenha dado um prazo até 6 de março deste ano para que os órgãos começassem a emitir o novo modelo, devido a atrasos no sistema foi criado um novo período.

Agora, a carteira de identidade nacional deve ser emitida obrigatoriamente em todo o país até 6 de novembro. Atualmente, apenas 11 estados brasileiros estão aptos a emitir a nova identidade. São eles:

  • Acre;
  • Alagoas;
  • Goiás;
  • Mato Grosso;
  • Minas Gerais;
  • Pernambuco;
  • Piauí;
  • Paraná;
  • Rio de Janeiro;
  • Rio Grande do Sul; e
  • Santa Catarina.

No entanto, as pessoas que ainda não obtiveram um bilhete de identidade tradicional caducado, ou que não necessitem de uma segunda via renovando, perdendo ou roubando o documento, por exemplo, não têm de se preocupar com a emissão imediata do bilhete de identidade nacional. O formulário antigo do documento será válido até 2032.

O que muda com o novo RG?

Além da intenção de padronização de documentos, a CIN é mais segura, reduzindo as chances de fraudes no país. Verifique se há alterações:

  • Autenticação através de um código QR, que facilita a identificação do cidadão;
    Adoção do código MRZ padrão internacional (o mesmo código usado em passaportes);
  • Biometria obrigatória;
  • Naturalidade do cidadão;
  • A presença de tipo sanguíneo;
  • Determinar se o titular é ou não um dador de órgãos;
  • Uso exclusivo do CPF para padronização de documentos.

Além disso, o RG também possui diferentes datas de validade. Veja abaixo:

  • De 0 a 12 anos: validade de 5 anos;
  • De 12 a 60 anos incompletos: validade de 10 anos;
  • A partir de 60 anos: validade ilimitada.

Como solicitar o novo RG?

Além do fato de que o novo RG só pode ser emitido em casos necessários, como roubo, perda, renovação (para quem completar 18 anos), ou por desgaste, o Ministério da Economia do último governo afirmou que o documento será emitido, inicialmente, apenas para brasileiros que tiverem as informações no CPF atualizadas de acordo com certidões.

Acontece que o cadastro será o principal meio de identificação de um cidadão. “As pessoas que não possuem ou têm informações incorretas no registro podem recorrer aos canais de atendimento remoto da autoridade tributária para resolver a situação. No futuro, os mesmos órgãos de identificação cívica farão novos registros e atualizações no CPF.”

Últimas Notícias