19.9 C
São Paulo
sábado, maio 18, 2024
- Publicidade -spot_img

Abono PIS/PASEP está suspenso para os trabalhadores que violaram estas regras

Leia Mais

Veja como checar o saldo disponível referente ao ano de 2020.
Imagem: Reprodução/Google

O calendário de pagamentos do PIS/PASEP já começou! Desde o último dia 15, milhares de trabalhadores receberam um abono salarial que pode chegar ao salário mínimo. Os depósitos duram até 28 de dezembro, mas correm o risco de comentar sobre os trabalhadores que violam as regras do programa. 

Antes de fazer uma previsão sobre o recebimento do PIS/Pasep, é importante conhecer algumas informações sobre o subsídio e a quem ele é direcionado. Um exemplo é o nome do programa, que, embora consolidado, constitui duas iniciativas distintas.

O programa de integração social, por exemplo, inclui trabalhadores do setor privado por meio da Caixa Econômica. O Programa de Formação de Bens do Pessoal Público (PASEP) atende os servidores públicos por meio da liberação de recursos por meio do Banco do Brasil (BB). 

Declaração

Estima-se que cerca de 23,6 milhões de trabalhadores receberão abono salarial em 2023, com valor total de R$ 24,4 bilhões. Para pagar o PIS é considerado o mês de nascimento do trabalhador. No caso do PASEP, considera-se o número final do número de inscrição do programa.A quem é garantido o PIS/PASEP?
Para obter um PIS/Pasep, o trabalhador precisa verificar o direito ao abono salarial no ano de referência, neste caso, 2022. De qualquer forma, as regras de elegibilidade não foram alteradas nos últimos anos. Portanto, é necessário atender aos seguintes critérios:

  • Estar matriculado em programas PIS/PASEP por pelo menos cinco anos; 
  • ter trabalhado com uma licença de site por pelo menos 30 dias consecutivos ou não; 
  • recebiam até dois salários mínimos;
  • Informar e atualizar devidamente os dados de trabalho na lista anual de informações sociais (Rais). 

Muitas pessoas se concentram apenas no fato de que trabalharam por alguns meses durante o ano de referência de pagamento. No entanto, eles esquecem que você deve ter pelo menos cinco anos de carteira assinada, seja consecutiva ou não. Caso contrário, o PIS/PASEP não será liberado. 

O trabalhador também deve pagar pelo período padrão de inscrição no PIS/Pasep, que é de cinco anos. Somente após esse período, o trabalhador tem direito ao primeiro abono salarial, mesmo que já atenda a todos os demais requisitos.

Valor PIS/PASEP 2023
O salário mínimo é o salário mínimo que um trabalhador pode receber no território nacional. Ele é utilizado como base para a determinação do valor de uma série de benefícios, da Previdência Social, do Seguro Desemprego e do PIS/PASEP 2023. 

Declaração

No caso do PIS/PASEP 2023 o salário mínimo corresponde ao teto do abono salarial, que é o valor máximo que um trabalhador pode receber. Esse benefício é pago uma vez por ano, como uma espécie de bônus para um funcionário que manteve a carteira assinada nos últimos meses. 

No entanto, o PIS/PASEP 2023 é um subsídio progressivo e cumulativo. Um determinado valor é calculado a cada mês a partir da carteira assinada. No ano que vem, 30 dias de trabalho oficial dão direito a um bônus de R$ 109.

Ao final de 12 meses seguidos de licença assinada, um trabalhador pode receber R$ 1.320 até o PIS/PASEP 2023, e essa será a maior mudança no bolso do trabalhador. Os valores são pagos separadamente pela Caixa Econômica Federal (CEF) e pelo Banco do Brasil (BB). 

Como consultar se irei receber o PIS/PASEP?

  • Caixa Trabalhador
  • Instale o aplicativo Caixa Trabalhador (Android/IOS);
  • Faça o login utilizando seu CPF e senha;
  • No menu, você pode consultar o número do NIS/PIS, selecionando a opção “Meu NIS”;
  • Dessa forma, para consultar o saldo do abono salarial, basta selecionar a opção “Consultas”.
  • Carteira de Trabalho Digital
  • Instale o aplicativo Carteira de Trabalho Digital (Android/IOS);
    clique em “Entrar”;
  • Faça o login com sua conta Gov.br, utilizando o número do CPF;
    Após o login, selecione a opção “Contratos” para visualizar todos os contratos registrados na sua CTPS;
  • Clique no ícone “+“ localizado ao lado do nome da atual empresa que você trabalha;
  • Confira o seu número do PIS /PASEP;
  • Para verificar se você tem direito ao abono salarial, basta selecionar a opção “Benefícios” no menu principal.

Últimas Notícias