Você já teve um trabalho Formal? Descubra se o subsídio de R$1.212 foi emitido para você



Trabalhar com carteira assinada garante muitos benefícios para o contratante. Uma delas é a possibilidade de receber o abono salarial do PIS/Pasep. Recentemente, foi relatado que cerca de 500 mil cidadãos ainda não foram retirados do benefício do ano-base de 2020, que pode chegar a um valor máximo de R$1.212.


Do total de pessoas que ainda não sacaram recursos, 155.858 são empregados de empresas privadas com direito ao PIS, enquanto 325.842 funcionários públicos podem sacar o PASEP. Confira mais sobre esse PIS/Pasep é uma forma de estar um pouco mais sobre essa situação de compostura em 2022.


Quem pode sacar o PIS/Pasep para o ano-base 2020?


Para acessar os recursos, os trabalhadores devem cumprir as seguintes recomendações:


  • Engajamento em atividade remunerada por pelo menos 30 dias (consecutivos ou não) no ano base 2020;
  • Cadastro no PIS/Pasep há pelo menos 5 anos;
  • Obter um salário médio mensal de até 2 salários mínimos durante o ano-base 2020;
  • Esteja com os dados atualizados na lista anual de informações sociais da Rais e no e/Social.

Nota importante: O calendário de pagamentos de benefícios começou em 8 de fevereiro deste ano, com seu encerramento em março. No entanto, aqueles que ainda não foram desembolsados, e são considerados elegíveis, podem recuperar os recursos até 29 de dezembro. Os valores emitidos variam de R$101 a R$1.212, dependendo do número de meses que trabalharam.

 

Como consultar o PIS?


Para ver se tem direito ao benefício, o trabalhador pode acessar o aplicativo do cartão de visita digital. Outra forma de verificação é através da Caixa Tem, que garante o acesso a uma conta poupança social digital.

Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem