INSS: Programa assistencial garante adicional no valor de R$ 606. Veja quem recebe

Imagem: Reprodução/Google

O INSS já iniciou os pagamentos de auxílio-inclusão, benefício regulamentado no final do ano passado. O programa tem como objetivo promover a autonomia dos beneficiários de um programa municipal de assistência social.


O valor pode ser solicitado por quem recebe o Benefício de Prestação Continuada (BPC) ou recebido nos últimos cinco anos. É voltado para pessoas com deficiência de baixa renda que participam da iniciativa.


Regras de inclusão de auxílios


Para receber o benefício de R$ 606, o segurado do BPC deve comprovar que obteve um emprego formal (com carteira assinada). O pagamento começa quando já está empregado e cai na conta junto com a remuneração, ou seja, os valores são somados.


Além de ingressar no mercado de trabalho, o interessado também precisa ter os dados atualizados no Cadastro Único (CadÚnico) e atender aos requisitos de renda para receber o BPC. A remuneração do trabalho não é calculada no cálculo.


Vale ressaltar que o BPC é pago a pessoas com deficiência com renda familiar igual ou inferior a 1/4 do salário mínimo por pessoa. Por outro lado, a remuneração do emprego auferido não pode ser superior a dois salários mínimos (R$ 2.424).


Como solicitar?


O pedido de inclusão assistencial é feito em qualquer canal de atendimento do INSS, como estações físicas, telefone 135, site ou aplicativo Meu INSS. O processo é muito simples pelo aplicativo, veja o passo a passo:


  • Acesse meu aplicativo DO INSS;
  • Faça login com uma conta Gov.br;
  • Clique em "New Order";
  • Digite "incluir auxílio" e clique no nome do benefício;
  • Digite os dados solicitados para preencher o pedido.

Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem