Atenção brasileiros! Novo RG terá QR Code, número unificado e código MRZ; entenda mudanças

Imagem: Reprodução/Google

Os estados brasileiros já estão se preparando para começar a emitir o "novo RG". Este foi o nome que popularizou para designar o Cartão de Identificação Nacional Unificado. O certificado utiliza apenas o número do Cadastro de Pessoa Física (CPF) como identificação individual e substitui o RG antigo. A emissão da carteira será gratuita, e os institutos de identificação terão até 6 de março de 2023 para atender a mudança.


Algumas das novidades do novo RG estão na presença de QR Code, código MRZ e unificação pelo CPF, conforme mencionado. Vale a pena entender mais sobre isso.


Vale ressaltar que os documentos continuarão a ser emitidos por órgãos estaduais, como as secretarias de segurança pública, mas terão o mesmo formato e padrão de emissão. Após o recebimento da solicitação do cidadão, os órgãos estaduais de registro civil validarão a identificação pela plataforma do governo federal, o Gov.br. Além do documento físico, os cidadãos poderão acessar a nova identidade em formato digital, de acordo com as informações apontadas pela Agência Brasil.

 

O que o novo RG traz?

A principal mudança está ligada à segurança individual. O novo documento é considerado mais seguro para os cidadãos. Isso porque permitirá a validação eletrônica de sua autenticidade por QR Code, inclusive sem internet. Além disso, este registro tende a ser único para praticamente qualquer tipo de propósito.


O Novo RG tem:


  • Nova identidade visual;
  • Versão digital pelo Gov.BR;
  • Nova vida útil de acordo com a idade da pessoa;
  • Fotografia integrada (nenhuma foto será permitida colada como está atualmente);
  • Película protetora com impressão de tinta ultravioleta;
  • Numeração sequencial na parte de trás, com código de barras;
  • QR Code para conferência de autenticidade, sem a necessidade de conexão à internet;
  • Validade em todo o país;
  • Selo especial para deficientes (PcD) ou antigo;
  • Informações se o cidadão é doador de órgãos.


Validade

A partir de agora, o novo ID é válido por dez anos. Serão aceitos documentos atuais de cidadãos com até 60 anos de idade por até dez anos. Para aqueles com mais de 60 anos, o antigo  IDENTIFICADOR continuará sendo válido indefinidamente.


O governo também ressaltou que a nova carteira nacional de identidade se tornará um documento de viagem, por causa da inclusão do código na norma internacional, que pode ser lida por equipamentos. Este é o código MRZ, o mesmo usado em passaportes.

Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem