Trabalhadores desempregados terão bolsa por trabalho voluntário com a Medida Provisória (MP) 1099/22.

Imagem: Reprodução/Google

Na quarta-feira (11), foi aprovada pela Câmara dos Deputados a Medida Provisória (MP) 1099/22, que prevê a criação de um programa de trabalho remunerado voluntário para os desempregados. Agora, a MP vai para o Senado Federal.


Como funcionará o programa?


De acordo com a Agência de Notícias, os municípios serão responsáveis pelo financiamento das bolsas, por meio do Programa Nacional de Prestação de Serviços Públicos Voluntários, vinculado ao Ministério do Trabalho e Previdência Social.


Por outro lado, os trabalhadores terão que prestar serviços em atividades de interesse público. O projeto diz respeito ao trabalho voluntário para os desempregados.


Quem pode se inscrever no programa?


O programa incluirá jovens entre 18 e 29 anos e pessoas com 50 anos ou mais que não tenham emprego formal há pelo menos 24 meses. Além disso, a iniciativa também incluiu pessoas com deficiência na suplente aprovada, deputada Bia Kicis (PL-DF).


Serão priorizados os beneficiários do Auxílio Brasil ou de outro programa de transferência de renda do governo federal que possa substituí-lo. 


Também terá prioridade aqueles que fazem parte de famílias de baixa renda inscritas no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico), e o valor recebido com a bolsa de trabalho voluntária não contará para a renda máxima do cadastro.


As pessoas com deficiência que recebem o Benefício de Prestação Continuada (BPC) podem acumular o pagamento de ambos os programas, bem como aqueles que recebem pensão por morte ou auxílio-acidente.


Qual é a linha de fundo para o Bitcoin, de acordo com especialistas?


A duração do programa será de 24 meses (2 anos) e será contado a partir da aplicação da lei, antes do prazo até 31 de dezembro de 2022.


Segundo Bia Kicis, a medida vai gerar empregos e melhorar a  economia

Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem