Saiba se quem não possui conta no Caixa Tem e é negativado pode solicitar o novo empréstimo.

Imagem: Reprodução/Google

Lançado no final de março, o microcrédito da Caixa Econômica Federal já está disponível para contratação no aplicativo Caixa Tem e em agências bancárias. Além disso, uma das grandes novidades é que agora o empréstimo pode ser feito pelos consumidores com o nome negativo.


O principal objetivo dessa nova medida implementada pela Caixa Econômica Federal, anunciada pelo Governo Federal, é oferecer recursos para pessoas físicas que desejam iniciar no mundo do empreendimento, e para quem já atua como microempreendedor individual – MEI-, também.


Embora semelhantes, as condições de participação dos dois grupos têm algumas diferenças, confira:


Para indivíduos:


Para pessoas físicas, os empréstimos disponíveis variam de 300 a 1.000 reais, e têm taxas de juros a partir de 1,95% ao mês, com prazo de até 24 meses para as parcelas a serem pagas.


Para microempreendedores individuais:


No caso dos microempreendedores individuais, os empréstimos também variam de 1.000 a 3.000 reais, com taxas de juros a partir de 1,99% ao mês, também com prazo de até 24 meses para as parcelas a serem pagas.


Vale ressaltar ainda que, no caso de pessoas físicas, o empréstimo pode ser solicitado diretamente através do aplicativo Caixa Tem, que está disponível para sistemas operacionais Android e iOS.


Para microempreendedores, eles precisam comparecer a uma agência da Caixa Econômica Federal e, em seguida, solicitar o empréstimo.


Como está a situação para quem não tem conta na Caixa Tem?


Em relação às pessoas físicas que não possuem conta na Caixa Tem, o empréstimo pode ser solicitado da mesma forma, sem qualquer tipo de problema. Para isso, basta que o interessado baixe o aplicativo da Caixa Tem, e se cadastre gratuitamente. Então, para concluir o cadastro, basta que algumas fotos de documentos sejam enviadas para análise.


Vale lembrar também que o microcrédito visa incentivar o empreendedorismo individual e, para isso, o uso do dinheiro deve ser justificado, para que o empréstimo seja ou não liberado. Além disso, pessoas com nome sujo, com dívidas acima de 3.000 reais não poderão solicitar a contratação de crédito.


Em relação aos microempreendedores individuais, o banco exige pelo menos 12 meses de faturamento com CNPJ, além de não ter, até 31 de dezembro de 2022, nenhum tipo de conta de crédito ativa pelo Sistema de Informações de Crédito.

Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem