Presidente da CAIXA Pedro Guimarães anunciou microcrédito de R$1.000 a R$3.000 para pessoas físicas e microempreendedores individuais (MEIs); veja como receber

Imagem: Reprodução/Google

O presidente da Caixa Econômica Federal, Pedro Guimarães, anunciou uma nova forma de microcrédito que será oferecida a pessoas físicas e microempreendedores individuais (MEIs). A ideia é alcançar milhares de cidadãos brasileiros.


Segundo informações da Caixa, o potencial dessa oferta de crédito está em aproximadamente 40 milhões de pessoas. No entanto, para os próximos meses, a CAIXA espera receber propostas de 5 a 10 milhões de pessoas. Em seis meses, o volume financeiro deverá chegar a R$ 10 bilhões.


A captação de juros será diferente entre os grupos, sendo 1,95% ao mês para pessoas físicas e 1,99% ao mês para pequenos empreendedores. No entanto, em ambos os casos o parcelamento da dívida pode chegar a 24 vezes, ou seja, dois anos.


O procedimento de solicitação também é diferente para o indivíduo e o microempreendedor individual. No primeiro caso, é possível solicitar o microcrédito pelo aplicativo Caixa Tem, já no segundo, a solicitação deve ser presencial em uma das agências da Caixa.


Segundo o presidente da instituição, "a maioria dessas pessoas, justamente por serem negativas, estão fora do sistema financeiro tradicional, emprestam dinheiro de agiotas e costumam pagar juros entre 15% e 20% ao mês. Queremos quebrar esse ciclo de juros exorbitantes, passando disso para algo de 1,95%. Isso vai gerar um efeito de renda muito grande."


Quando questionado sobre os negativos que aderiram ao microcrédito, Guimarães disse: "essa taxa de 1,95% ao mês no crédito pessoal dificilmente terá. Isso é ainda menor do que algum tipo de remessa. O microcrédito sem o fundo de garantia gira em torno de 3,9% ao mês."


Novo microcrédito da Caixa de até R$ 1.000


Os valores que podem ser retirados serão diferentes.Enquanto o MEI pode resgatar o microcrédito no valor de até R$ 3 mil, o cidadão comum pode sacar o valor de até R$ 1 mil.


O novo empréstimo está relacionado ao programa SIM Digital e deverá ter duas propostas, conforme relatado.


Para pessoas físicas, o empréstimo será fixado no valor de R$ 1.000, com taxa de juros mensal a partir de 1,95% ao mês e de 24 meses para pagamento. Para obter o valor, não será preciso muita burocracia, já que a contratação pode ser feita diretamente pelo aplicativo Caixa Tem, basta concordar com os termos do empréstimo e esperar até sete dias para análise.


Quanto ao MEI, o empréstimo pode ser de até R$ 3.000, com taxa de juros mensal a partir de 1,99% ao mês e de 24 meses para pagar. Nesse caso, o interessado deverá ir a uma agência da Caixa e será necessário ter pelo menos 12 meses de faturamento de qualquer valor com o respectivo CNPJ.


A ideia é que pessoas com o nome "sujo" na praça e que tenham dificuldades para contratar linhas de crédito possam ter acesso ao empréstimo através do programa. Além disso, busca formalizar os trabalhadores formais.

Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem