Hipertensão tem óbitos de mais de 400 mil brasileiros por ano. Conheça os principais sintomas para que o diagnóstico precoce possa ser feito.

 

Imagem: Reprodução/Google

A hipertensão arterial é uma condição clínica que afeta cerca de 30 milhões de brasileiros, e mais de 400 mil pessoas morrem no país devido à pressão alta e suas complicações. Os sintomas da hipertensão variam de pessoa para pessoa, inclusive, a doença pode ser silenciosa e não apresentar indicações claras. Portanto, vale a pena conhecer os principais sinais e sintomas da hipertensão para evitar complicações futuras.



Sintomas de hipertensão devem ser levados a sério


Primeiro, saiba que a pressão alta pode causar vários problemas sérios de saúde, tais como:


  • Infarto agudo do miocárdio;
  • Traçado (derrame);
  • Insuficiência cardíaca;
  • Arritmia cardíaca;
  • Insuficiência renal;
  • Cegueira e descolamento da retina;
  • Problemas neurológicos.


Estas são apenas algumas das consequências mais graves que a pressão alterada pode causar em indivíduos. Pessoas que sofrem do problema podem fazer tratamento através de dieta, dieta e exercícios. No entanto, há situações em que os sintomas da hipertensão já revelam uma condição crônica dessa condição.


Conheça os sintomas mais comuns da hipertensão


Abaixo você pode ver quais são os principais e mais comuns sintomas de hipertensão. Além disso, vale ressaltar que todos esses sintomas apresentam discretamente, especialmente no início do início da pressão alta. Portanto, visite sempre seu médico de confiança para manter seus exames atualizados.


1 -Dor de cabeça severa;


2 - Hemorragia da Nasa;


3 - Fadiga ou confusão mental;


4 - Problemas de visão e dificuldades de ver;


5 - Dor no peito;


6 -Dificuldade para respirar - cansaço - respiração curta;


7- Sensação de chifre no ouvido - assombrado do ouvido;


8 - Sangue na urina;


9 - Palpitações no peito, pescoço ou orelhas.


Em caso de diagnóstico positivo, o paciente deve manter as orientações médicas até o momento e seguir o que está prescrito. O tratamento pode contar com o uso de medicamentos vasodilatadores, anticoagulantes e substâncias que afinam o sangue para melhorar o fluxo sanguíneo.

Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem