Beneficiários quem não recebe o Auxílio Brasil poderá sacar o Benefício Extraordinário? Veja aqui

Imagem: Reprodução/Google

Em fevereiro, mais de 500 mil famílias de baixa renda entraram na folha de pagamento do Brazil Aid. O programa de transferência de renda substituto bolsa família oferece uma parcela mínima de R$ 400 por beneficiário, o que é garantido até o final de 2022.


Essa parcela mínima foi garantida através do chamado "benefício extraordinário". Trata-se de um complemento criado via medida provisória que visa garantir o pagamento desse tipo de piso para todos os inscritos na iniciativa.


O valor não é fixo, pois depende do valor recebido por cada família. Uma casa que ganha um Auxílio Brasil de R$ 250, por exemplo, tem direito ao benefício extraordinário de R$ 150 para atingir o patamar estabelecido pelo governo.


O valor extra é pago juntamente com a transferência mensal do valor original, que geralmente ocorre nos últimos dez dias úteis de cada mês. Em março, as transferências começam no dia 18.


E quem está fora do show?

O público atendido pelo benefício extraordinário é exclusivamente o que já está na folha de pagamento do Brazil Aid. Isso significa que não há a menor chance de receber esse dinheiro de outra forma do que participar do programa.


Nesse sentido, a boa notícia é que o Ministério da Cidadania pretende zerar mensalmente a fila de espera da iniciativa. Espera-se que novas famílias sejam incluídas todos os meses, como em janeiro e fevereiro.

 

Calendário de Ajuda do Brasil 2022

Confira todas as datas de pagamento programadas para este ano:



Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem