Você não está em nenhum benefício do Governo Federal? Saiba como começar a receber.

Imagem: Reprodução/Google


A alta inflação e o desemprego deixaram muitas famílias brasileiras ainda mais necessitadas de ajuda do governo federal. Os recursos financeiros são transferidos da União para as famílias participantes dos programas sociais. E cada programa tem regras definidas. Entenda um pouco mais.


Famílias em situação de vulnerabilidade recebem recursos do governo federal. A regra básica para todos os programas é que os interessados tenham os dados atualizados no Cadastro Único (CadÚnico).


É um banco de dados com todas as informações das famílias. É através do cadastro que o governo direciona os programas e, consequentemente, os recursos.


Programas sociais

Existem vários programas sociais do governo federal. O Auxílio Brasil, que substitui o Bolsa Família, bem como o Benefício de Prestação Continuada, Tarifa Social de Energia, Vale-Gás e muitos outros. Hoje, a maior delas é, sem dúvida, a Ajuda brasil, com mais de 17,5 milhões de famílias beneficiadas.


Portanto, se você é de baixa renda e ainda não recebe nenhum benefício social, o primeiro passo é procurar uma unidade do Centro de Referência de Assistência Social (CRAS). É através do cadastro nessas unidades municipais que os dados chegam ao governo.


Inclusive, alguns programas são de suporte automático. Ou seja, apenas pelos dados das famílias o governo federal já libera os recursos de acordo com cada necessidade. É por isso que é tão importante manter seus dados atualizados no CadÚnico o tempo todo.


Todo mês o governo faz uma atualização dos benefícios. Por exemplo, se você já fez o CadÚnico, você certamente entrará em uma próxima rodada de pagamentos assim que houver outra atualização do sistema pelo Ministério da Cidadania.

1 Comentários

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem