PIS/Pasep terá pagamento em dobro aos trabalhadores a partir de fevereiro? Veja aqui

Imagem: Reprodução/Google

Com o adiamento dos pagamentos do abono salarial do PIS/Pasep ano-base 2020, que não ocorreu em 2021, criou-se a expectativa de que o novo calendário 2022 iria contemplar duas cotas do programa, totalizando a quantia de R$ 2.424. Mas será que isso de fato vai acontecer?


A resposta é não! Em se tratando do abono salarial acumulado, somente aquele referente ao ano de 2020 é que será pago a partir de fevereiro. Já a cota referente a quem trabalhou com carteira assinada por pelo menos 30 dias em 2021 só será repassada em 2023.


Sendo assim, não haverá pagamento em dobro no calendário PIS/Pasep 2022, sendo o valor máximo de repasse a quantia de R$ 1.212 (um salário mínimo).


Calendário de pagamento abono salarial PIS/Pasep

PIS – funcionários de empresas privada


Nascidos em janeiro: recebem 8 de fevereiro;

Nascidos em fevereiro: recebem 10 de fevereiro;

Nascidos em março: recebem 15 de fevereiro;

Nascidos em abril: recebem 17 de fevereiro;

Nascidos em maio: recebem 22 de fevereiro;

Nascidos em junho: recebem 24 de fevereiro;

Nascidos em julho: recebem 15 de março;

Nascidos em agosto: recebem 17 de março;

Nascidos em setembro: recebem 22 de março;

Nascidos em outubro: recebem 24 de março;

Nascidos em novembro: recebem 29 de março;

Nascidos em dezembro: recebem 31 de março.


Pasep – servidores da esfera pública


Número final da inscrição 0 e 1: recebem 15 de fevereiro;

Número final da inscrição 2 e 3: recebem 17 de fevereiro;

Número final da inscrição 4: recebem 22 de fevereiro;

Número final da inscrição 5: recebem 24 de fevereiro;

Número final da inscrição 6: recebem 15 de março;

Número final da inscrição 7: recebem 17 de março;

Número final da inscrição 8: recebem 22 de março;

Número final da inscrição 9: recebem 24 de março.


Qual o valor do PIS/Pasep 2022


A quantia paga pelo PIS/Pasep é proporcional à quantidade de meses trabalhados no ano-base ao do calendário. Quem trabalhou o ano inteiro vai receber o salário mínimo vigente (R$ 1.212), enquanto que quem trabalhou apenas um mês terá direito ao mínimo (R$ 101).


Veja a relação de valores completa abaixo.


Para quem trabalhou 1 mês receberá: R$ 101;

Para quem trabalhou 2 meses receberá: R$ 202;

Para quem trabalhou 3 meses receberá: R$ 303;

Para quem trabalhou 4 meses receberá: R$ 404;

Para quem trabalhou 5 meses receberá: R$ 505;

Para quem trabalhou 6 meses receberá: R$ 606;

Para quem trabalhou 7 meses receberá: R$ 707;

Para quem trabalhou 8 meses receberá: R$ 808;

Para quem trabalhou 9 meses receberá: R$ 909;

Para quem trabalhou 10 meses receberá: R$ 1.010;

Para quem trabalhou 11 meses receberá: R$ 1.111;

Para quem trabalhou 12 meses receberá: R$ 1.212.


Quem vai receber o PIS/Pasep este ano?


As condições que dão acesso ao benefício são:


  • Ter trabalhado por pelo menos 30 dias com carteira assinada no ano base ao do calendário;
  • Estar inscrito no PIS/Pasep há pelo menos cinco anos;
  • Ter recebido a média de até dois salários mínimos em 2020;
  • Por último, a empresa empregadora precisa ter enviado corretamente os dados do trabalhador na Relação Anual de Informações Sociais (Rais).

Interessados em realizar a consulta na Rais devem acessar o portal do Governo Federal e digitar o número de inscrição no PIS/Pasep.



Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem