Novo Golpe do WhatsApp; Vítima irá receber indenização de R$ 44 mil; saiba como conseguir.

Imagem: Reprodução/Google

Meta, antiga Facebook, terá que pagar indenização de R$ 44 mil por um golpe aplicado no WhatsApp. A decisão foi tomada pelo Tribunal de Justiça do Distrito Federal e Territórios (TJDFT). Terá que ser devolvido pela empresa, o valor de todas as transações bancárias feitas por uma mãe e sua filha a um golpista que se passou por um dos filhos da família. Saiba Mais.


Foi determinado pela juíza Rita de Cássia Cerqueira Lima Rocha, da 4ª Vara Especial Cível de Brasília, que Meta indeniza as vítimas em danos materiais. O valor estipulado equivale ao total de transições bancárias feitas via PIX para o golpista. O golpista ainda usou a foto do filho da mulher no perfil do WhatsApp.


Os dois filhos da mulher são os autores do processo contra a empresa dona do aplicativo de mensagens. Eles dizem que a mãe já é velha e que recebeu mensagens de um número desconhecido, no entanto, que ela usou uma foto de perfil semelhante à dos irmãos mantida em seu perfil.


O golpista pediu dinheiro através do PIX. Já que pensou que era o filho dela, a mulher mandou o dinheiro. Ainda não satisfeita, a criminosa ligou para a irmã da vítima no WhatsApp, e ela também fez outras duas transferências bancárias, até que percebeu que era um golpe. Ela ligou para o irmão, que confirmou que era uma farsa.


Esse golpe está ficando cada vez mais comum no WhatsApp e é uma mistura de engenharia social com roubo de dados de vazamentos. Em muitos casos, o criminoso nem sequer clona o chip do celular da vítima, ele usa a desculpa de que o dispositivo quebrou e que está usando um número inverso.


Comum em todos os casos, o golpista avalia os perfis da vítima em diversas redes sociais. Após esta pesquisa, ele determina o grau de parentesco com quem vai solicitar dinheiro, e copia a foto do perfil do WhatsApp da vítima. Isso acontece graças ao vazamento do número do celular.

Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem