Aposentados e pensionistas; Confira quais são as novas regras para solicitar o mais novo empréstimo consignado do INSS.

Imagem: Reprodução/Google

O crédito consignado é uma solução para muitos segurados do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) no momento do aperto. Esse tipo de empréstimo e cartão oferecem taxas de juros muito mais baixas, bem como condições de pagamento melhores do que outras opções disponíveis no mercado.


O governo federal decidiu mudar as regras da folha de pagamento em 2020 para ajudar aposentados e pensionistas durante a pandemia Covid-19. Para isso, aumentou a margem consignável para 40%. O benefício pode ser comprometido da seguinte forma:


  • 35% para empréstimo consignado;
  • 5% para cartão de folha de pagamento.

A medida era válida até 31 de dezembro de 2021. A partir de 1º de janeiro, voltou a 35%, 30% para empréstimos e 5% para cartão.

 

A margem de folha de pagamento é o percentual do valor do benefício que o aposentado ou pensionista pode se comprometer com a contratação de crédito. Vale lembrar que nesse tipo de crédito as parcelas são des faturadas apenas com o benefício do contratante.


Juros e prazo

Com a mudança, houve também um aumento do teto de juros. No final do ano passado, o limite de juros cobrado no empréstimo era de 1,8%, mas agora retorna a 2,4% ao mês. Os juros do cartão aumentam de 2,7% para 3,06% ao mês.


No prazo para pagar a dívida, foi retomado o limite de 72 meses (6 anos). A regra que permitia a contratação de um novo empréstimo após 30 dias expirou, e o prazo mínimo foi novamente de 90 dias.

Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem