Depois do aumento da carne, Ambev anuncia reajuste no preço de diversas cervejas; vejam quais são.

Imagem: Reprodução/Google

 A Ambev anunciou o ajuste de preços em diversas marcas de cerveja no Brasil. Entre eles estão Skol, Brahma, Stella Artoris e Colorado. Atualmente, a cervejaria domina 60% do mercado nacional. A empresa diz que o reajuste começa a vigorar a partir do mês de outubro.


A empresa diz que se trata de um ajuste periódico, e que leva em conta alguns fatores cruciais para o aumento do produto no Brasil.

O ajuste não será único em todo o território nacional, ou seja, o percentual de aumento pode variar de acordo com a região, marca, canal de vendas e embalagens. Além disso, o aumento também ocorre devido à alta do dólar, bem como ao aumento dos insos utilizados na fabricação do produto.


Até o momento, a Ambev não informou o percentual exato do ajuste. Também não foi informado se o reajuste será aplicado apenas em bares e restaurantes, ou se a venda (consumo em casa) também será aumentada.


Segundo cálculo realizado pela Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel), o aumento das bebidas no estado de São Paulo será de 10%. No cálculo, considerou-se o aumento acumulado em anos anteriores.


Ainda segundo a Abrasel, outros estados devem variar entre 6% e 8% de aumento, considerando também a inflação dos últimos anos (12 anos).


Para Paulo Solmucci, presidente executivo da associação, esse será mais um sofrimento enfrentado pelos empresários do setor, uma vez que já sofreram com o aumento da energia elétrica, aluguel, alimentação e até combustível, por causa da entrega. Com isso, para eles, não é viável não repassar ao consumidor.


Solmucci também diz que o anúncio de aumento da Ambev influenciará outras empresas a aumentar também o valor de suas bebidas. Ele diz que a multinacional é referência no mercado e que a outra seguirá a política de preços adotada pela empresa.


A Associação Nacional de Restaurantes (ANR) realizou uma pesquisa recentemente e constatou-se que 62% dos restaurantes, bares, cafés, lanchonetes e outros setores que vendem as cervejas ainda não se recuperaram da crise que se espalha no país.

Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem