Benefício de R$ 1.000 para informais é liberado; Veja quem recebe

Imagem: Reprodução/Google

Cidadãos desempregados ou informais vão receber uma ajuda no valor de R$ 1 mil pelo programa Bolsa Empreendedor. A ação, desenvolvida pelo Governo de São Paulo e com gestão da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, busca apoiar os empreendedores do estado em situação de vulnerabilidade. O projeto foi estruturado em 3 fases, começando pelo curso de qualificação empreendedora, em seguida pela formalização como MEI e finalizando com o repasse da bolsa-auxílio de R$ 1 mil – neste caso, o pagamento será feito em duas parcelas de R$ 500.

 

O Bolsa Empreendedor é voltado para quem deseja abrir uma microempresa e se tornar um microempreendedor individual (MEI) ou já possui um pequeno negócio e quer se formalizar e crescer. A ajuda é aberta para todos, sendo prioridade: pessoas com deficiência (PcD), negros, pardos e mulheres.


Requisitos para receber a ajuda

Confira abaixo as condições exigidas para participar do programa:


  • Residente do Estado de SP;
  • Alfabetizados;
  • Maiores de 18 anos;
  • Desempregados ou MEI.

No entanto, existem as vagas prioritárias, a saber:


  • Jovens entre 18 e 35 anos;
  • Pessoas com deficiência;
  • Pessoas com baixa renda;
  • Mulheres;
  • Pretas, pardas ou indígenas.

Como participar


As inscrições para o Bolsa Empreendedor podem ser feitas no site Bolsa do Povo do Governo de São Paulo. Os candidatos selecionados serão informados da aprovação via SMS ou e-mail até o dia 1º de novembro.


Em relação aos cursos, serão distribuídas turmas entre os meses de novembro e dezembro. Eles terão uma semana de duração e carga horária média de 20h. As aulas serão ministradas no formatos online e presencial em parceria com o Sebrae.

Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem