Novo Bolsa Família pagará R$ 300 a partir de novembro; Veja os documentos necessário para inscrições.

Imagem: Reprodução/Google

Quem deseja fazer parte do novo Bolsa Família deve se cadastrar para receber o pagamento de R$ 300 feito pelo governo federal. A entrada no programa deve ser feita por meio do Cadastro Único (CadÚnico), banco de dados que é utilizado para a realização de pagamentos.


Aqueles que já estão inscritos no Bolsa Família devem ser inscritos automaticamente, enquanto os demais precisarão preencher sua inscrição no CadÚnico.


Qual é o Cadastro único?

O Cadúnico pretende buscar pessoas vulneráveis que tenham prioridades para políticas públicas. 


Neste cadastro são obtidas informações como: características de residência, identificação de cada pessoa, escolaridade, situação de trabalho e renda, entre outras.


Os beneficiários têm direito a receber benefícios do Programa Bolsa Família, da Tarifa Social de Energia Elétrica, do Programa Minha Casa, Minha Vida, entre outros.


É utilizado como meio de seleção de beneficiários de programas oferecidos pelos governos estaduais e municipais.


Quem pode se inscrever?

As famílias podem aplicar isso:


  • Eles têm uma renda mensal de até meio salário mínimo por pessoa;
  • Renda mensal total de até três salários mínimos
  • Famílias que receberam acima desses valores, mas que são o público-alvo de programas, benefícios e serviços específicos
  • Pessoas que vivem sozinhas podem ser registradas, ou seja, famílias de pessoas solteiras;
  • Pessoas que vivem nas ruas, sozinhas ou com suas famílias.

Como se cadastrar?

A inscrição deve ser feita presencialmente, em uma unidade de assistência social do município. Por exemplo, CRAS ou CREAS.


Que documentos levar?

  • O responsável da família precisará levar apenas seu próprio eleitor ou número de segurança social de
  • Prova de endereço é sugerida para que não haja erros no ato de registro
  • Outros membros da família devem ter um desses documentos: CPF, RG, certidão de nascimento, certidão de casamento, carteira de trabalho ou título de eleitor.


Atualização cadúnico 

É necessário que o cadastro seja atualizado a cada 2 anos ou sempre que houver alguma mudança no grupo familiar, seja endereço, número de membros, renda, trabalho, entre outros.


Para isso, a família deve procurar o Setor Responsável pelo CadÚnico ou Bolsa Família em sua cidade e fazer uma nova entrevista


Esse processo será obrigatório para tentar seu lugar no novo Bolsa Família. Lembrando que para selecionar quem fará parte do programa o governo usa uma série de dados considerando as taxas de pobreza.

Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem