Governo federal cria projeto habitacional para policiais e bombeiros com condições exclusiva para financiarem a casa própria.

Imagem: Reprodução/Google

Governo federal cria novo projeto habitacional para público específico. Nesta semana, a gestão pública se reuniu para celebrar a consolidação do Programa Nacional de Apoio à Aquisição de Moradias para Profissionais de Segurança Pública, a Habite Seguro. O objetivo é otimizar o financiamento domiciliar para os militares, bombeiros e outros agentes de segurança.


Mesmo com a aprovação da Casa Verde e Amarela, o governo federal acaba de criar um novo projeto habitacional.


Chamado habite seguro, funcionará exclusivamente para as polícias civil, militar, federal e rodoviária, além de bombeiros, agentes penitenciários, peritos e guardas municipais que terão ajuda pública para comprar sua própria casa.


Detalhes do novo programa habitacional

A prioridade do projeto é permitir que agentes de segurança com renda de até R$ 7 mil tenham acesso a linhas de financiamento. Por meio dele será possível pagar até 100% do valor do imóvel, com subsídios de até R$ 13 mil pagos pelo Fundo Nacional de Segurança Pública (FNSP).


Seu lançamento foi realizado na segunda-feira (13), com a participação do presidente Jair Bolsonaro, no Palácio do Planalto.


"A casa própria, mais do que um sonho, é uma necessidade para todos nós", disse o presidente em seu discurso. "A propriedade da casa é algo que realmente nos liberta, nos dá paz para trabalhar", disse o chefe de Estado.


Para este primeiro ano de implantação, o governo investiu cerca de R$ 100 milhões em parceria com a Caixa Econômica Federal.


"É um programa que beneficia não só profissionais ativos, mas também aposentados. Ainda este ano, foram utilizados até R$ 100 milhões em recursos do Fundo Nacional de Segurança Pública para subsidiar financiamentos. Nos próximos anos, além dos recursos desse fundo, teremos emendas parlamentares", disse o ministro da Justiça e Segurança Pública, Anderson Torres.


Aquisição de imóveis usados

O programa prevê a construção de imóveis novos e também utilizados. O valor de cada contrato pode ser de até R$ 300 mil. O Ministério da Justiça e Segurança Pública (MJSP), também informou que a aquisição ou construção será concedida apenas uma vez para cada beneficiário e poderá ser cumulativa com outros benefícios habitacionais previstos em lei.

Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem