Com a queda de 7% do Bitcoin (BTC) CVM americana processa Coinbase, investigação da Uniswap (UNI) Saiba mais.

Imagem: Reprodução/Google

A corretora de moedas digitais Coinbase disse nesta quarta-feira (08) que a SEC, a CVM dos EUA, pretende processar a empresa se lançar um programa de empréstimo de criptomoedas que permitiria que seus clientes recebessem juros ao emprestar os ativos.


Esta notícia pegou o mercado de criptomoedas. Por volta das 9:40.m., o bitcoin (BTC) cedeu 8,31%, cotado a US $ 46.556,62. A principal criptomoeda do mercado acumulou uma perda de 9% do valor nas últimas 24h. 


Coinbase vs. SEC

Essa ameaça de acusação pela SEC causou um atraso de até dois meses nos planos da Coinbase. A bolsa está em negociações com o regulador há pelo menos seis meses e deve anunciar o lançamento de seu programa de empréstimos em outubro deste ano. 


De acordo com a SEC, os empréstimos em criptomoedas não podem ser considerados um produto financeiro porque a própria agência ainda não reconhece os criptoativos como ativos financeiros, o principal ponto de discordância com a Coinbase.


"Embora a Coinbase mantenha seu programa de empréstimos fora do mercado e forneça informações detalhadas, a SEC ainda não explica por que vê um problema", disse o diretor jurídico da corretora, Paul Grewal, no comunicado divulgado hoje.


Abaixo também falaremos sobre as instabilidades do bitcoin como moeda oficial de El Salvador, mas vale ressaltar que explicamos em nosso Instagram como essa iniciativa explicará na prática.


Confira abaixo e aproveite para nos seguir no Instagram (basta clicar aqui). Lá damos aos leitores análise de investimento, notícias relevantes para seus ativos, oportunidades de compra do mercado de ações, insights de carreira, empreendedorismo e muito mais.


Instabilidade do sistema

Como se não bastasse, as principais bolsas dos Estados Unidos enfrentam instabilidade na manhã desta quarta-feira (08). Além da Coinbase, Kraken, Gemini e outras corretoras de criptomoedas estão fora do ar há algum tempo. 


Em nota, as exchanges dizem que já normalizaram as operações. De acordo com dados da The Block Research, as corretoras de criptomoedas movimentaram cerca de US$ 1,28 trilhão apenas em agosto, com a Coinbase tendo a maior participação nesse mercado. 


SEC vs. Uniswap (UNI)

Além disso, a SEC está de olho na maior plataforma de negociação para DeFis, finanças descentralizadas. A Uniswap (UNI) caiu 24,87% na semana e 10,96% só hoje, cotada a US$ 23,14 .


Na última sexta-feira (03), o The Wall Street Journal afirmou que a plataforma está sendo investigada pela SEC para saber como eles funcionam e como os tokens UNI são negociados. Em comunicado, a Uniswap Labs, desenvolvedora da Uniswap, disse que está colaborando com as autoridades.
 


El Salvador: um pesadelo no meio do sonho

A cereja do bolo para a tempestade perfeita no mundo das criptomoedas é a adoção do bitcoin (BTC) como uma das moedas oficiais de El Salvador. 


O país da América Central fez história por ser a primeira nação do mundo a ter a criptomoeda como sua moeda oficial. No entanto, houve um problema para baixar a carteira de criptomoedas do país, chamada "chivo".


Transações, transferências e outras instalações da carteira também tiveram instabilidade na quarta-feira. Mesmo assim, a adoção do bitcoin (BTC) como moeda oficial do país é vista com bons olhos pelos analistas.


A grande quantidade de transações e problemas de instabilidade indicam que a população comprou a ideia de usar uma criptomoeda em seu dia-a-dia. 


Você pode conferir a análise do bitcoin em El Salvador com o que os analistas pensam ou no nosso Papo Cripto #001, disponível no YouTube (aproveite para se inscrever lá):

Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem