CNH Social; Dois estados abrem inscrições Para habilitação gratuita; Confira!

Imagem: Reprodução/Google

A CNH Social é um programa que oferece a Carteira Nacional de Habilitação (CNH) gratuitamente para pessoas em vulnerabilidade social. O objetivo é contribuir para o fim da desigualdade social, proporcionando igualdade no mercado de trabalho.


A CNH Social ocorre em vários estados do país, podendo ser uma vez por ano ou quando há possibilidade de acontecer. Atualmente, dois estados estão com inscrições abertas para o processo seletivo do programa: Goiás e Pará.


CNH Social Pará

O Departamento de Trânsito do Pará abriu inscrições para o programa CNH Pai D'ée que funciona como CNH Social. Com isso, pretende oferecer a carteira de motorista gratuitamente.


O programa concede a primeira rota da Carteira Nacional de Habilitação (CNH) e a adição das categorias A, B, C, D e E. Para participar é preciso ter 18 anos ou mais. As inscrições são feitas no site do Detran-PA até o dia 30 de setembro.


As 5.000 vagas estão distribuídas de acordo com as categorias. Assim, para a emissão da primeira CNH nas categorias A ou B, serão liberadas 50% das vagas. Para a adição das categorias A ou B e mudança para categoria D estarão disponíveis 25% das vagas, respectivamente.


A divulgação dos aprovados está prevista para 4 de outubro.
Os candidatos selecionados devem se inscrever de 5 de outubro a 12 de novembro. Nesse mesmo período é necessário entrar no Cadastro Nacional de Habilitação (CNH).


As vagas serão distribuídas entre a região metropolitana do Estado de Belém e municípios do interior. Assim, serão 3.000 vagas para a CNH metropolitana (Belém, Ananindeua, Marituba, Benevides, Santa Bárbara e Santa Izabel do Pará) e 2.000 vagas para as CNHS do interior.


Do total, 10% serão reservados para a categoria "CNH Especial", destinada a pessoas com deficiência (PCD). Outros 30% são para mulheres e 30% para homens, entre 18 e 25 anos que concluíram o ensino médio.


Para comprovar a escolaridade será necessário apresentar o certificado ou declaração emitido pela Secretaria de Estado da Educação do Pará (Seduc). Por fim, o processo seletivo atenderá aos seguintes critérios:


  • Ter 18 anos de idade completado na data da inscrição;
  • Ser criminalmente atribuível
  • Estar matriculado no CadÚnico;
  • Ter um curso fundamental comprovado por meio de certificado ou declaração emitido pela Secretaria de Estado da Educação, ou equivalente;
  • Tenha um domicílio no Estado do Pará;
  • Não ter sofrido, nos últimos 12 meses anteriores à inscrição no programa, penalidades decorrentes de infrações graves/graves de trânsito ou não serem reinsu penas, no mesmo período, em infração média;
  • Não tendo sofrido, nos últimos 5 anos anteriores à inscrição no programa, condenações judiciais por conduta praticada no trânsito, estabelecidas em lei própria e das quais não cabem mais recursos;
  • Ter carteira de identidade ou equivalente;
  • Estar inscrito no Cadastro de Pessoa Física (CPF);
  • Tenha Certidão Negativa de Antecedentes Criminais emitida pela Polícia Civil do Pará.


CNH Social Goiás

O Detran de Goiás abriu 5.010 vagas para o programa CNH Social na última segunda-feira (20). Dessa quantidade, 5% serão destinados às pessoas com deficiência, com exceção da mudança para a categoria D.


Dois estados abrem inscrições oferecendo carteira assinada gratuitamente na CNH Social


As inscrições devem ser feitas no site do Detran Goiás até o dia 18 de outubro. O programa está oferecendo a primeira CNH, nas categorias A ou B, adição das categorias A ou B ou mudança de categoria de B para D, totalmente gratuita.


Assim, oferece a isenção de taxas do Detran-GO, como inclusão no Cadastro Nacional de Habilitação (Cnh), Carteira de Habilitação e horários de testes teóricos e exame prático.


Além disso, os selecionados estarão isentos de pagamentos de exames médicos e psicológicos. Os candidatos com deficiência e toxicologia exigidas para a categoria profissional terão direito a uma junta médica gratuita.


Por fim, é oferecido o curso teórico da legislação de trânsito, aulas práticas de direção e até três novos testes. Como em outros lugares, o programa é voltado para pessoas de baixa renda e faz parte de ações de combate à desigualdade social. Veja abaixo os critérios para cada tipo de modalidade:


  • Modalidade estudantil: ter entre 18 e 25 anos, ter registro ativo no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico), ter cursado e concluído o ensino médio na rede pública estadual;
  • Modalidade urbana ou rural: ter 18 anos ou mais, estar matriculado e atuante no CadÚnico, saber ler e escrever e atender aos critérios estabelecidos pelo Código de Trânsito Brasileiro.


O Detran de Goiás esclarece que para concorrer a uma das vagas destinadas ao acréscimo de categorias é necessário não ter praticado, nos últimos 12 meses anteriores ao registro, infração de trânsito de natureza gravíssima, grave ou ser reinsu pena em média.

Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem