Empréstimo CAIXA Tem: Veja Tudo que você deve saber sobre o novo microcrédito de R$ 500 e R$ 3 mil.

Imagem: Reprodução/Google

Os clientes da conta poupança social digital no CAIXA Tem terão a oportunidade de solicitar microcrédito no valor de R$ 500 a R$ 3 mil. O novo serviço foi confirmado pelo presidente da Caixa Econômica Federal (CEF), Pedro Guimarães. 


A previsão é para que o microcrédito para os clientes do CAIXA Tem seja disponibilizado a partir do mês de setembro deste ano. A iniciativa envolve a participação de 30 milhões de pessoas que poderão contratar o empréstimo que deverá ser pré-aprovado pela instituição financeira.
 

A contratação do microcrédito deverá acontecer, exclusivamente, pelo aplicativo CAIXA Tem. Assim que o serviço for disponibilizado, a plataforma passará por uma atualização para incluir um campo específico para a contratação de empréstimos que podem ser quitados entre 18 a 24 meses. 


A meta é para que o empréstimo para os clientes do CAIXA Tem atuem como um auxiliar aos beneficiários do auxílio emergencial assim que a última parcela for paga pelo Governo Federal. Lembrando que o benefício foi prorrogado, de maneira que o último depósito será efetuado pelo Governo Federal em outubro deste ano.
 

O empréstimo no CAIXA Tem também será uma alternativa em caso de necessidade, se a equipe técnica do Governo Federal não conseguir a aprovação do projeto referente ao novo Bolsa Família ainda em 2021. Se isso não acontecer, os beneficiários ficarão desamparados até que todos os trâmites sejam concluídos. 


Faixas de empréstimo

Em um primeiro momento, o empréstimo no CAIXA Tem havia sido divulgado pelo vice-presidente de varejo da Caixa Econômica, Leonardo Barbosa. Na época, o representante alegou que a ação visa promover mais facilidade e conveniência aos clientes. 


O comunicado feito na ocasião informou que o banco estuda oferecer duas linhas de empréstimo, sendo a primeira nos valores de R$ 100, R$ 200 e R$ 300 e a segunda entre R$ 1,5 mil a R$ 5 mil. O primeiro modelo tem o propósito de liberar o empréstimo sem burocracias, até mesmo para cidadãos inadimplentes.


Em contrapartida, os empréstimos no valor máximo de R$ 5 mil irão submeter os interessados à uma análise de crédito vinculada à renda familiar. Conforme apurado, existem cerca de 90 milhões de contas poupanças sociais digitais ativas desde que a plataforma foi lançada. 


Não foi especificado nenhuma restrição quanto à abertura de novas contas no CAIXA Tem e, por consequência, a oportunidade de aquisição do crédito.


De acordo com representantes da Caixa Econômica, o empréstimo poderá ser obtido por trabalhadores formais, cidadãos de baixa renda e beneficiários do auxílio emergencial em 2020 e 2021.


Caixa Tem

O CAIXA Tem foi criado  em 2020 no auge do auxílio emergencial em um momento que a instituição sofria com extensas e duradouras filas nas portas das agências em busca da retirada do benefício.


As aglomerações eram constantes e atingiam não apenas uma, mas, praticamente todas as agências da Caixa Econômica situadas por todo o país.


Por esta razão o CAIXA Tem foi criado, para unificar os pagamentos do auxílio emergencial e Bolsa Família. Ressaltando que com o passar dos meses o Governo Federal começou a viabilizar benefícios como o seguro desemprego e abono salarial do Programa de Integração Social (PIS) também pela plataforma.


A conta poupança social digital do CAIXA Tem oferece diversos serviços e ferramentas gratuitamente aos clientes. O aplicativo autoriza transações no valor máximo de R$ 600, se limitando a um total de R$ 1.200 por dia. No período mensal o cliente do Caixa Tem pode movimentar até R$ 5 mil.


No CAIXA Tem é possível:


  • Pagar boletos online; 
  • Realizar pagamentos na Casa Lotérica; 
  • Fazer recarga de telefone celular vinculado a qualquer operadora; 
  • Contratar o Seguro Apoio Família; 
  • Obter dicas financeiras; 
  • Realizar compras online com o cartão de débito virtual;
  • Realizar compras presenciais mediante a leitura do QR Code emitido pela máquina de cartão do estabelecimento comercial;
  • Informar os rendimentos de pessoa física; 
  • Consultar o Número de Identificação Social (NIS); 
  • Consultar o Bolsa Família;
  • Receber o Seguro Desemprego; 
  • Fazer transferências via TED e DOC;
  • Fazer transferências e efetuar pagamentos com a chave PIX; 
  • Consultar o extrato de movimentação da conta poupança.


Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem