CAIXA anuncia recorde na liberação de crédito imobiliário; Veja as condições e como contratar.

Imagem: Reprodução/Google



Na última quarta-feira (28), a Caixa anunciou um número recorde na liberação de crédito imobiliário. No primeiro semestre deste ano, o banco registrou a contratação de R$ 65,4 bilhões. Este resultado representa um crescimento 36% acima do concedido no mesmo período de 2020.De acordo com a Caixa, a carteira de crédito habitacional chegou a um volume de R$ 528,9 bilhões. Este número indica um aumento de 9,4% em comparação ao mesmo período do ano passado.


O mês de junho deste ano foi o período com o maior número de contratação do crédito imobiliário da história do banco.
Neste mês, houve o registro de 13,1 bilhões em contratações.


No período, as contratações com recursos da poupança (SBPE) totalizaram R$ 7,8 bilhões. Esta quantia representa uma elevação de 67,4% em relação ao mesmo período de 2020.


Ao considerar o primeiro semestre deste ano. Esta modalidade registrou a contratação de R$ 37,4 bilhões. O número representa uma elevação de 103,4% em comparação o mesmo período do ano passado.


Diante dos números atuais, a Caixa se mantém como o maior financiador da casa própria no Brasil. O banco possui 67,7% de participação no mercado. Ele possui o estoque de 5,76 milhões de contratos.


Alternativas negociais oferecidas pela Caixa

Segundo a Caixa, diversas medidas contribuíram para os resultados obtidos no período. Como exemplo, está a intensificação da jornada digital do financiamento e a criação de novos produtos.


No caso da linha de crédito Poupança Caixa — vigente desde maio deste ano — representou cerca de 40% das contratações em junho.


O banco ainda ofereceu opções para que as famílias possam organizar financeiramente, em caso de dificuldades, para quitar as prestações do contrato de financiamento imobiliário.


Dentre as medidas, está a possível redução de 25% a 75% do valor da prestação, conforme a comprovação e perda de renda dos clientes.


Também há a possibilidade de pausar o pagamento das parcelas por até seis meses para os beneficiários do auxílio emergencial e clientes que estejam recebendo o seguro desemprego.


As quantias não pagas no período que o contrato estiver vigente são incorporados ao saldo devedor — e diluídos no prazo remanescente do contrato. Para verificar todas as opções, basta acessar o aplicativo Habitação Caixa.


Procedimentos para a compra do imóvel pela Caixa

Realização de simulação: mediante informação de dados, será possível descobrir o valor da prestação, prazo e demais condições;


Análise de crédito: por meio da apresentação da documentação para correspondentes bancários ou para o gerente, na agência;


Análise de engenharia: após a análise dos documentos, a Caixa vai até o imóvel avaliar o valor de venda e as condições de uso;


Assinatura do contrato: depois da avaliação da engenharia, acontece a assinatura de contrato na agência. Há a necessidade de registrar o contrato no cartório de imóveis para a liberação do crédito;


Pagamentos das prestações: durante o prazo estabelecido no contrato, são pagas as parcelas mensais;


Gestão do financiamento: amortização do saldo devedor e outros ajustes podem ser feitos pelo Internet Banking Caixa, pelo site ou pela agência.

Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem